Operação Pilar tem 18 prisões, apreensão de um menor e captura de motos, drogas e anabolizantes

Os alvos foram localizados nos bairros: Novo Israel, Cidade De Deus, Colônia Santo Antônio, Novo Aleixo, Mutirão, Aliança Com Deus e Colônia Terra Nova. Fotos: Erlon Rodrigues/ PC-AM

Cerca de 250 agentes do sistema de Segurança Pública participaram, nesta quinta-feira (31), da Operação Pilar 1, deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) em sete bairros da zona norte de Manaus.

A ação envolveu as Polícias Militar e Civil do Amazonas, mais o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), que montou barreiras de fiscalização e removeu 68 veículos irregulares, sendo 16 carros e 52 motocicletas, além de recolher cinco CNHs e 52 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLVs).

Mandados de prisão

Durante a operação, foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão que resultaram na prisão de 18 pessoas, apreensão de um menor, além da apreensão de duas motocicletas, 59 porções de entorpecentes, frascos de anabolizantes, três balanças de precisão, oito munições – sendo quatro calibre .40 e quatro .38 -, um carregador de pistola .40 e material para confecção de drogas.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, as operações serão intensificadas pelos órgãos de segurança pública em todo o estado.

“A operação que se iniciou há alguns dias atingiu mais uma vez o objetivo. Iremos continuar com as operações em todas as áreas da cidade e iniciamos pela Pilar 1 porque é a construção, é o primeiro pilar da nova Segurança Pública que está sendo desenhada pelo Governo Wilson Lima para o cidadão amazonense”, disse o secretário.

Balanço

Os alvos foram localizados nos bairros: Novo Israel, Cidade De Deus, Colônia Santo Antônio, Novo Aleixo, Mutirão, Aliança Com Deus e Colônia Terra Nova.

Foram presos por tráfico e/ou associação para o tráfico de drogas oito infratores, além de um menor de 17 anos apreendido: Carlos Renyan Pena Duarte, Wendell Mateus Nogueira Diniz, Igor Araújo de Moraes, Welisson Pimentel Vital, Adriana Martins da Silva, David Lima Barbosa, Leonardo Queiroz Campelo, Karen Bezerra Antão.

Carlos Victor da Silva Ribeiro e Medson Mendes Andrade foram presos por homicídio; Sidiney Junior Nascimento de Lima foi preso por estupro de vulnerável; Wagner da Silva e Judis Tinoco da Silva foram presos por receptação; Sebastião Rocha Cardoso foi preso por posse ilegal de munições de uso restrito; e Edimar Damarcena Lima, Hatus Moraes Silveira, Aline P. C. de Albuquerque e Felipe Pereira Costa Rego foram presos por falsificação, corrupção, adulteração de produtos destinados para fins terapêuticos e medicinais e associação criminosa.

Ações simultâneas

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Lázaro Ramos, as investigações vêm acontecendo há algumas semanas e alguns mandados foram cumpridos, na semana, devido à urgência e risco de fuga dos envolvidos.

“A região foi escolhida porque apresentou grande índice de ocorrências e foi solicitada através dos delegados dos DIPs e Cicoms. O nosso objetivo era prender os traficantes, homicidas e todos os que cometem infrações penais naqueles bairros. Há uma semana estamos fazendo esse trabalho de levantamento e investigações”, esclareceu o delegado-geral.

As investigações foram conduzidas pelo delegado Jeff Mac Donald, responsável pela Seccional Norte da Polícia Civil. Segundo ele, o levantamento e os pedidos de mandado de prisão e busca e apreensão levaram cerca de três semanas até que a Operação fosse deflagrada.

Catraca e Rota Segura

Simultaneamente à “Pilar 1”, a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) estava realizando as Operações Catraca e Rota Segura, que fazem fiscalização em ônibus do transporte coletivo e rotas de empresas do Polo Industrial de Manaus.

“A Polícia Militar intensificará as operações. Fora a operação pontual aqui, nós estamos com a Operação Catraca, Operação Rota Segura e ocupamos, também hoje, mais de nove bairros da cidade. Esses bairros estão sendo ocupados e saturados nesse exato momento”, disse o comandante-geral da PMAM, coronel Ayrton Norte.

As operações integradas deflagradas pelo sistema de Segurança Pública continuarão ao longo das próximas semanas. Após os procedimentos cabíveis, os presos ficarão à disposição da Justiça, o material apreendido será encaminhado ao Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) da Polícia Civil do Amazonas (PCAM).

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *