DUDUesporte

Eduardo Monteiro de Paula, o Dudu, durante a homenagem na Assembleia. Foto: Daniel Sales

Em 3 de julho do corrente, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), foi concedido ao cidadão Eduardo José Cavalcanti Monteiro de Paula, mais conhecido por Dudu, o título de Cidadão do Amazonas. Sob a Matéria Legislativa: PL 196/2017, Projeto de Lei Ordinária, de autoria do deputado Augusto Ferraz. Na ocasião, diversos deputados palestraram em prol da justiça do ato, dentre eles: Serafim Corrêa, Alessandra Campelo, Ricardo Nicolau, Josué Neto, etc. Na mesa também lá estava o Dr. Alberto Jorge Silva, coordenador da ARATRAMA, o presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula (primo do homenageado), o vice-presidente da ACA, os deputados Abdala Fraxe e Augusto Ferraz, dentre outros.

Dudu, nascido em 2 de junho de 1950, em Recife /PE, chegou à Manaus aos 10 meses de idade. Filho do casal Edgar e Helena. Terceiro dos 4 irmãos (Edgar de Paula Filho, Evandro e Estevão), residiam no Centro da cidade, próximo ao Luso Sporting Clube, onde os garotos iniciaram fortemente no desporto em geral. Foram escoteiros, na década de 1950/60 e enveredaram também nas piscinas barés, principalmente nas do Olímpico Clube, como excelentes nadadores.

Dudu serviu ao Exército, onde conquistou pelo NPOR, o posto de Tenente (Ten. De Paula) e depois entrou nas disputas de Luta livre, Jiu-Jitsu e Karatê. Ajudou a desenvolver o Handebol no Amazonas, junto com seus irmãos  (todos atletas, mormente o mais velho). Também foi fundista no Atletismo e campeão em diversas categorias no desporto em geral (em 1972, junto aos seus irmãos, foi eleito um dos 12 melhores jogadores de voley do Brasil). Ele fazia parte da forte Seleção Amazonense da época.

Em 1987 trouxe o Pan-Americano de Handebol para Manaus.

Estudou no IEA e no “Estadual “. Formou-se jornalista (antes, iniciou em Engenharia) pela UFAM – Universidade Federal do Amazonas, na época,  UA – a mais antiga do Brasil. Fez pós-graduação nos EUA (Universidade do Tenesse – Rádio e TV) e também no IWL, em Futebol e assessoria de Imprensa. Eduardo também atuou em diversas coberturas jornalísticas de inúmeros eventos esportivos, tanto no Brasil como em diversos países (Copa do Mundo de 1982, na Espanha, Jogos Universitários nacionais e mundiais, e Pan-Americanos). Por conta destas atividades, como atleta, dirigente e jornalista, conheceu “meio mundo”: quase todo o Brasil, EUA, Canadá, Argentina, Venezuela; Europa: Alemanha, Espanha, Portugal, Croácia e Sérvia; além do extremo Oriente: China e Japão. Para cada um  destes eventos, com carinho, Dudu guarda as carteiras, possuindo uma verdadeira coleção delas, em vários idiomas. Foi também Secretário de Comunicação do município de Manaus.

Como jornalista, logo foi chamado para o Rádio. Obteve bastante influência do Mestre  Joaquim Marinho. Depois adentrou à Televisão à convite de Phelippe Daou. Na TV comandava o programa Flashes do Esporte Amador. Polivalente como é também foi DJ e logo assumiu a então nascente Rádio Amazonas FM. Além do mais, Eduardo era repórter em geral, mas ficou mais conhecido dentro do gênero  esportivo. Dudu ajudou a criar e realizar o Primeiro Festival de Jazz do Amazonas. Empresário, criou o Curso de Inglês “YES” e a Dudu produções, junto aos irmãos, e também era diretor na empresa da família, a Modiesel, que sempre estava apoiando o esporte do Amazonas. Também é Mestre de cerimônias de primeira linha.

Dudu chegou à presidência da ACLEA – Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Amazonas em duas ocasiões  (a Primeira foi em 1989) e a segunda em  2002. Capitaneou durante décadas a ancoralidade do programa  Globo Esporte da Rede Globo local.

Dudu também foi vereador de Manaus (eleito em 1992). Não se reelegeu porque não quis: Dudu doava quase todo os seus proventos aos carentes que o seguiam na Câmara.  Preferiu deixar a política e seguir sua verdadeira vocação: A comunicação desportiva.

Poliglota, é tradutor juramentado (inglês /português). Professor da área de comunicação, ministrou aulas na Fundação Rede Amazônica de Rádio e Televisão. Eduardo, um professor moderno e altamente agradável, conhecedor do seu ramo de trabalho e aberto às novas idéias.

Eduardo Monteiro de Paula é, indubitavelmente, um ícone do desporto amazonense.

 

Salve, Salve!

Daniel Sales

Daniel Sales

* Daniel Sales é pesquisador cultural.

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *