Terça, 19 de junho de 2018

Panavueiro do cárcere 2: bomba, sangue, dominó e a reunião que deveria ser evitada e foi ‘promovida’ na cadeia

Panavueiro do cárcere 2

Panavueiro do cárcere 2: representantes do Ministério Público Federal (MPF) e Controladoria Geral da União (CGU) explicam a Operação Custo Político. Eles agiram em conjunto para alcançar os presos

Evandro Melo, Afonso Lobo, Wilson Alecrim e Pedro Elias, presos na Operação Custo Político, viveram seus próprios dramas no cárcere. José Melo, ex-governador, ficou numa sala à parte e avisou logo aos carcereiros que não queria ver ninguém. Todos estão soltos e passam o fim de ano em casa. O panavueiro do cárcere, porém, foi grande. Merece uma segunda edição da coluna.

 

A reunião que a Justiça queria evitar

Uma das alegações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, para requerer as prisões dos ex-secretários, era evitar que se reunissem. Curioso é que, presos, eles simplesmente foram colocados na mesma sala pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap). Processo, alegações, intenção do legislador com o estabelecimento das penas e sentença do juiz foram para o beleleu.

 

Dominó

Os ex-secretários não só ficaram juntos como aproveitaram o tempo ocioso para jogar dominó. Tiveram a oportunidade de conversar mais do que conversaram ao longo das gestões que compartilharam.

 

Panavueiro do cárcere 2: ‘bomba’

O muro do regime semiaberto é colado ao Centro de Detenção Provisória Masculino 2, onde os ex-secretários ficaram. É alto. Os presos de lá, no entanto, diante da ameaça de rebeliões e massacres, resolveram aterrorizar os novos presidiários. Houve alarme por cima de alarme, o que é mais ou menos comum no presídio. Num deles, uma garrafa pet cheia de líquido foi atirada e mobilizou toda a segurança. Pensavam tratar-se de um coquetel Molotov – bomba caseira – e que fosse o primeiro de uma série. Não era nada disso. O líquido era apenas água mesmo.

 

Panavueiro do cárcere 2: ‘bomba’ (2)

O risco de rebelião foi uma das alegações dos advogados para pedir a revogação das prisões. O MPF, talvez entendendo que houvesse alguma manobra por trás disso, resolveu pedir transferência deles para presídio federal. O juiz federal Ricardo Augusto de Sales entendeu que, se o problema era do sistema, então que fossem para casa. E soltou todos.

 

Sangue

Wilson Alecrim, conforme seus advogados alegaram em juízo, tem neoplasia maligna e síndrome metabólica. Médico, aos 70 anos, ele sabia que estava sob risco. Manteve intocados os lençóis ensanguentados. Os médicos que o visitavam e o examinaram disseram que andou perto de uma septicemia.

 

Sangue (2)

A doença de Alecrim foi um dos motivos que, na sentença, Ricardo Sales alegou para liberá-lo. Ele reclama que, apesar de os advogados terem apresentado exames médicos recentes dia 24/12, o MPF não respondeu. E decidiu apor a sentença de prisão domiciliar sem ouvir os procuradores.

 

Evandro

Evandro Melo alegou que a esposa, com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), só dispunha dele para os cuidados requeridos. A filha do casal mora fora de Manaus.

 

Reféns das facções criminosas

A Seap alegou, em documento à Justiça, que “em crise do sistema, custodiados serão dos principais alvos das facções criminosas”. Parece claro, diante do exposto, que a cadeia está realmente dominada.

 

Ainda não terminou

Atenção. José Melo e os ex-secretários estaduais foram soltos por juízes plantonistas. Em janeiro, o processo inteiro volta para Ana Paula Serizawa. Foi ela quem mandou prendê-los. E detém o chamado “juízo natural” do processo.

Veja também

Panavueiro do cárcere. Os erros de Melo. Lista de blogs. Alecrim tem câncer e precisa de médico Panavueiro do cárcere mostra bastidores das prisões do ex-governador José Melo e ex-secretários José Melo foi preso. O penúltimo governador eleito do Amazonas está na cadeia. Foi preso na Operação Estado de Emergência. O irmão dele, Evandro Melo, já havia sido preso. Esp...
Aumento dos casos de filhotes de peixes-bois presos em malhadeiras preocupa o Inpa A instituição está planejando uma campanha de sensibilização para orientar pescadores e comunitários a como proceder no caso de captura acidental de filhotes de peixes-bois em redes de pesca. Foto: Divulgação O aumento da captura acidental de filhotes de peixes-bois-da-ama...
‘Malaba Jam Festival 6’ será lançado com shows de Canhamukaya e The Stone Ramos Foto: Divulgação As bandas Canhamukaya e The Stone Ramos vão comandar o lançamento da sexta edição do Malaba Jam Festival, que acontecerá nesta quarta-feira, dia 20, a partir das 19h, dentro da programação do Tacacá na Bossa, no Largo de São Sebastião, Centro. O acesso é g...
Inscrições para Cetam EaD acontecem nesta quarta Foto: Divulgação Acontecem nesta quarta-feira (20) as inscrições para 13,5 mil vagas em cursos de qualificação profissional na modalidade Educação a Distância (EaD), do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). As inscrições serão realizadas via Internet e o cand...
Educação ProUni oferece 174 mil vagas. Inscrições começam dia 26 Estudantes que quiserem concorrer a bolsas de estudo no ensino superior poderão se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni) entre os dias 26 e 29. As bolsas são para o segundo semestre. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o programa vai ofertar...

Um comentário para “Panavueiro do cárcere 2: bomba, sangue, dominó e a reunião que deveria ser evitada e foi ‘promovida’ na cadeia

  1. john walker disse:

    olha, Marcos Santos. O País, como diz sempre o conceituado jornalista Bóris Casoy, precisa definitivamente ser passado à LIMPO. É inadimissível, em pleno século XXI, que ainda possamos conviver numa sociedade, onde pessoas que teoricamente seriam consideradas de BEM, possam exterminar vidas de serem humanos, quando na realidade, seriam para proteger e cuidar da saude, daqueles que os colocaram no Poder. Lamentável mais ainda, são as atitudes e acões do Judiciário Amazonense, ( juizes Plantonistas), que sequer analisam de forma Imparcial esses delitos cometidos por essa quadrilha, e com uma simples canetada, os colocam de volta aos seus confortáveis Lares. Impressionante, Lamentavel,Reprovável, Indignável, Repudiável. Grato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook