Prefeitura recebe doação de materiais para fortalecer atenção à saúde de migrantes e refugiados

A doação foi feita pela Fundação Pan-Americana para o Desenvolvimento (PADF-Fupad). Foto: Divulgação/Semsa

A Prefeitura de Manaus recebeu, na manhã desta segunda-feira, 23/5, uma doação de insumos da Fundação Pan-Americana para o Desenvolvimento (PADF-Fupad) para fortalecimento da atenção à saúde de migrantes e refugiados na capital. Os materiais e equipamentos serão usados pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) que atuam diretamente com esse público.

A chefe do Núcleo de Saúde dos Grupos Especiais da secretaria, Wanja Dias Leal, comenta que as doações fazem parte de uma parceria firmada entre a Semsa e a Fupad para intensificar as ações de promoção à saúde desses grupos.

“Esse trabalho em conjunto é a resposta humanitária que estamos dando para a proteção e integração de migrantes e refugiados aqui na cidade, além de demais grupos em situação de alta vulnerabilidade socioeconômica. Eles precisam dessa atenção especial, pois algumas barreiras culturais e linguísticas dificultam o acesso deles a serviços de saúde, e nós trabalhamos para manter uma assistência de qualidade a todos, independentemente de sua origem”, diz.

De acordo com Wanja, as doações foram entregues ao Departamento de Logística da Semsa. Dentre os itens doados estão 355 fitas métricas de 1,50 metro; 1 tenda de tamanho 5×5 metros, com cobertura em lona de PVC; cinco macas portáteis dobráveis (tipo mala); cinco biombos triplos com rodízio; 12 jogos de mesa e cadeiras plásticas; dez modelos pélvicos de acrílico; e cinco mesas ginecológicas, tipo elétrica.

Foto: Divulgação/Semsa

Wanja afirma que a Semsa tem se esforçado em ampliar as ações de atenção e promoção à saúde de pessoas em situações socioeconômicas vulneráveis, e segue buscando parcerias com instituições internacionais de ajuda humanitária para otimizar as estratégias de acolhimento, cadastramento e cuidado.

“Estamos reforçando as estratégias de acolhimento em saúde de grupos especiais por meio do fluxo normal de atendimento nas unidades básicas de saúde e também com atividades de busca ativa em regiões que concentram grandes parcelas de pessoas. O material recebido hoje irá contribuir ainda mais com essas ações”.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.