Crime ambiental: construção de hotel de selva em Barcelos é alvo de investigação do MPAM

Um empresário do setor de pesca esportiva, segundo informações prestadas pelo Ipaam ao Ministério Público, não possui licenças ambientais estaduais para operar na região. Foto: Arquivo

Um Inquérito Civil foi instaurado pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM), por meio da Promotoria de Justiça de Barcelos, para apurar denúncia de eventual crime ambiental cometido por um empresário do setor de pesca esportiva. O inquérito dá prosseguimento às investigações de notícia de fato apresentada ao Ministério Público Federal e, posteriormente, encaminhada ao MPAM.

De acordo com a denúncia, além da realização de pesca predatória, o “explorador da atividade turística” teria provocado desmatamento na região do rio Jufaris, nas comunidades Caburis e Caju, localizadas no limite de Barcelos com o município de Caracaraí, em Roraima.

“A proteção do patrimônio público e social é função institucional do Ministério Público. No caso, verificados indícios de cometimento de ilícitos contra esse patrimônio, a instauração do inquérito visa colher outros elementos de informação que auxiliem a apuração de eventual cometimento de ilícitos pelo senhor Vítor Vilanova”, declarou a promotora de Justiça Karla Cristina da Silva Sousa.

Segundo informações prestadas pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) ao Ministério Público, o senhor Vítor Vilanova não possui licenças ambientais estaduais para operar na região.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.