Pai de atendente de lan house morto na Cidade de Deus se emociona e pede Justiça. Latrocida está preso

Gedean estava sendo procurado desde o crime, após ser identificado a partir de imagens de câmera de segurança. Fotos: Erlon Rodrigues/ PC-AM

“Eu me sinto um pouco aliviado. A polícia fez o trabalho dela que é prender, mas agora vai depender da Justiça. Isso é uma ferida que não vai sarar nunca. Eu quero que esse infrator pague pelo que fez, para que amanhã outros pais não sintam a dor que eu estou sentindo”.

As frases são de José Eduardo Soares, pai do atendente de lan house José Eduardo Soares Júnior, 27, vítima de latrocínio no comunidade Alfredo Nascimento, na Cidade de Deus, zona Norte, no dia 14 de junho.

Procurado

Procurado pela polícia, o autor do latrocínio (roubo seguido de morte), Gedean do Carmo Laredo, 23, foi apresentado nesta sexta-feira (13). Ele foi detido por equipe de investigação do 13° Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob o comando do delegado Raul Augusto Neto.

O infrator foi preso por volta das 17h de quinta (12), em uma casa situada em uma comunidade conhecida como “Buritizal”, no conjunto João Paulo, bairro Nova Cidade, zona Norte de Manaus. O mandado de prisão em nome de Gedean foi expedido no dia 29 de junho deste ano, pela juíza Patrícia Macêdo de Campos, da 8ª Vara Criminal.

José Eduardo Soares, pai da vítima, disse que o infrator deve pagar pelo que fez, para que amanhã outros pais não sintam a dor que esta sentindo

Ação criminosa

Na noite do crime, Gedean e o comparsa Luan Pantoja Nogueira, 23 (preso pela equipe do 13° DIP no dia 15 de junho), entraram na lan house e anunciaram o roubo.

José Eduardo teria reagido e acabou sendo alvejado por Gedean com um disparo de arma de fogo no peito. A vítima foi socorrida e foi levada ao Hospital e Pronto Socorro Doutor Aristóteles Platão Bezerra de Araújo, na zona Leste. Apesar de ter passado por cirurgia e recuperação, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 5 de julho.

“Ontem conseguimos prender Gedean, após recebermos informação de que ele estaria na comunidade Buritizal. Nós realizamos diligências e efetuamos a prisão do infrator. Em depoimento, ele confessou a autoria do crime e relatou que a intenção dele era roubar, mas ficou assustado porque a vítima tentou reagir e acabou efetuando um disparo que atingiu o peito da vítima”, disse o titular do 13º DIP.

Indiciado

No prédio do 13º DIP, Gedean foi indiciado por latrocínio e será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *