David Almeida recua de aliança com Vanessa Grazziotin, após reação negativa nas mídias sociais

David Almeida recua de aliança com Vanessa Grazziotin

David Almeida recua de aliança com Vanessa Grazziotin, após rejeição de simpatizantes da candidatura dele nas mídias sociais. A foto, erguendo os braços com Serafim, Vanessa e Eron, provocou comentários muito negativos

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, David Almeida, lançou pré-candidatura ao Governo do Estado. Foi quinta-feira (07/06), na casa onde morou, no Morro da Liberdade. As fotos registraram a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) ao lado dele. Os dois estavam sorridentes, de mãos dadas e braços levantados. As reações contrárias foram imediatas, após as postagens, inclusive neste portal. O parlamentar, a julgar pelas últimas declarações, recuou da aliança.

“Novo? Ao lado desses aí?”. “Pensei que tinha um candidato, mas nesse aí não voto mais”, diziam internautas e seguidores.

TCE 68 anos

A primeira pista de que o golpe provocado pela presença de Vanessa foi sentido veio deputado estadual Platiny Soares (PSB). “Eu acho que isso não está definido e ainda será estudado internamente”, disse. Platiny é um dos mais próximos de David. Ele falava ao programa Diário da Manhã, da rádio Diário (95,7).

 

‘Ninguém recusa apoio’

David justificou o recuo. “Fiz o lançamento aberto e ninguém recusa apoio. A senadora Vanessa estava lá e ficou ao meu lado. Só isso. Não discutimos aliança”, disse.

A senadora, na ocasião ao lado do marido, Eron Bezerra, discursou na linha que vem adotando no Senado Federal. Acusou o presidente Michel Temer de golpista e disse que “o Amazonas não vai se curvar ao golpe”. Defendeu os ex-presidentes Lula, que está preso, e Dilma, que foi cassada. A plateia, formada por vizinhos e apoiadores de David Almeida, até ensaiou uma vaia.

“Chegaram a dizer que a senadora seria minha vice. Isso está totalmente fora de cogitação. Ela é candidata ao Senado, até porque é determinação nacional do PCdoB”, disse. Ele repetiu essa linha, numa dezena de entrevistas, desde segunda-feira (11/06).

David garante que apoiam a candidatura a governador, além do PSB, partido dele, Avante, Podemos e Patriotas. “Esses partidos estão combinados com as lideranças estaduais e nacionais”, enfatiza.

 

PT

David Almeida está tentando aliança com o Partido dos Trabalhadores (PT). Por ter eleito a maior bancada do Congresso Nacional, apoiado na máquina federal, o PT tem mais tempo de propaganda. Tem também a maior verba de financiamento público eleitoral.

O mais curioso é que a população não faz a ligação direta do partido com a figura do ex-presidente Lula, embora ele pertença à sigla. Os deputados estaduais Zé Ricardo e Sinésio Campos não foram para o confronto como Vanessa. Mesmo adotando o nome eleitoral “Zé Ricardo Lula”, o deputado se esquiva da defesa visceral do ex-presidente preso.

Vanessa ficou marcada pelo amazonense por ter dedicado os últimos dois anos do mandato à defesa do governo do PT, Lula e Dilma. Abandonou, ao mesmo tempo, os interesses do Amazonas e dos amazonenses, no Senado Federal. O PT estadual, antigo adversário do PCdoB, desde a luta estudantil, negou a Vanessa o apoio na campanha da reeleição dela.

Tudo indica que PT e PSB marcharão em conjunto, apoiando David, com o ex-deputado federal Francisco Praciano disputando o Senado. José Ricardo será candidato a deputado federal. A sigla quer manter bancada expressiva nas duas casas, para perder o menor espaço possível na disputa nacional de poder.

A decisão oficial sobre a aliança deverá ser divulgada somente às vésperas das convenções, fim de julho. Apoiadores de David temem, no entanto, que um apoio petista direto atrapalhe o candidato mais que ajude. E pretendem estudar, com o marketing, uma forma de tornar palatável a presença dos petistas no palanque do PSB.

Veja também
2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Silvio Rodrigues disse:

    Esse elemento sonso não engana a ninguém. É um covarde, não tem respeito nem pelos aliados. NOJO

  2. PLÍNIO MENDES#ESTAMOS JUNTOS NA LUTA# disse:

    O povo Brasileiro e AMAZONENSES, faz a simples pergunta: “o PROBLEMA do PAÍS é a Corrupção!” ou” os POLÍTICOS só estão INTERESSADOS no seu BENEFÍCIO PESSOAL”? vemos aí CANDIDATOS COM VISÃO DE MUNDO do século 20 e PRÁTICA POLÍTICA ainda muito ligada a ESQUEMAS TRADICIONAIS. Não vemos no (NOVO) a DISCUSSÃO dos reais DESAFIOS para o nosso ESTADO AMAZONAS. ALIANÇA têm que estar de acordo com PROPOSTAS DO POVO. Hoje vemos ALIANÇAS POLÍTICA no BRASIL, basicamente têm objetivo do TEMPO de TV. ESTAMOS DE OLHO!