Sábado, 26 de maio de 2018

Estadão publica gravação em que irmão de José Melo é citado como ‘bandido mor’ do Amazonas

Irmão do ex-governador José Melo e ex-secretário de Administração, Evandro Melo é citado como “bandido mor” do Amazonas. Foto: Arquivo

Uma escuta ambiental teria sido o ponto de partida para a Polícia Federal chegar até a organização criminosa que desviou milhões da saúde do Estado do Amazonas durante a gestão do ex-governador cassado José Melo, que está preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), acusado de corrupção e recebimento de propinas.

Em uma matéria publicada na edição desta segunda-feira (22), no jornal O Estado de S.Paulo, há uma gravação de investigação ambiental, encontrada no celular da delatora e sócia do médico e empresário Mouhamad Moustafa, Jennifer Nayiara Ferreira Roufino.

Detalhes

Na gravação são detalhadas as fraudes em contratos citando ainda os pagamentos de propinas mensais a políticos do Estado para manter contratos com o governo.

A investigação resultou na Operação Maus Caminhos, que já está na terceira fase, resultando na prisão de José Melo e de ex-secretários, como o próprio irmão do ex-governador, Evandro Melo, chamado no áudio de “bandido mor desse Estado”.

Desdobramento

Durante o encontro, que teria ocorrido no dia 15 de junho de 2016, Mouhamad menciona fraudes na execução de contratos em nome de um tal “Custo Político”. Custo Político foi o nome dado a segunda operação desdobramento da Maus Caminhos.

No mesmo áudio, para defender a prática, o empresário cita o irmão do ex-governador.

Bandido mor

“E ninguém aqui tá tipo assim com aquela consciência, o que eu costumo dizer lá do do Evandro, que é bandido mor aqui desse Estado, que é o irmão do Governador, que é o Secretário de Administração, que ele sim, o cara tá com um… Um… Um inquérito todo de homicídio nas costas dele formação de quadrilha, de ter mandado matar o cara que atirou as motos no irmão dele, o processo é criminal tem prova disso o executor tá preso, os dois, os dois executores estão presos, já falou que foi o cara o comandante da polícia que está afastado que mandou, entendeu? E você vai falar com o cara ele não tá nem ai… Ele não perde tempo se reunindo, tipo assim seis horas da tarde ele tá na casa dele todos os dias”, relata.

Estão presos no CDPM os ex-secretários Afonso Lobo (Sefaz), Evandro Melo (Sead), e Pedro Elias (Saúde). A esposa de Melo, Edilene Oliveira, está no Centro de Detenção Provisória Feminina (CDPF).

Corrupção

A Operação Custo Político investiga crimes de corrupção ativa, de corrupção passiva, de lavagem de capitais e de organização criminosa.

Nesta fase, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva, 9 mandados de prisão temporária, 27 conduções coercitivas, 27 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de sequestro de bens móveis e imóveis, incluindo uma aeronave Cessna560 XLS.

A Justiça determinou o bloqueio dos bens e valores dos investigados no montante de aproximadamente R$ 67 milhões visando o futuro ressarcimento do Estado.

Crimes

Os crimes eram praticados por membros da organização criminosa alvo da primeira fase que, utilizando-se dos recursos públicos desviados do Fundo Estadual de Saúde do Amazonas, realizavam pagamentos de propina a agentes políticos e servidores públicos.

O objetivo do grupo era obter facilidades dentro da Administração Pública estadual, tais como agilizar a liberação de pagamentos, obtenção de contratos públicos e o encobrimento dos ilícitos praticados.

Veja também

MPF denuncia ex-secretários e empresários presos na “Maus Caminhos”. Condenação inclui m... MPF denunciou ex-secretários de saúde. Pedro Elias (à direita) teria recebido, pelo menos, R$ 1,6 milhão em propina. Foto: Arquivo O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas denunciou criminalmente à Justiça Federal os ex-secretários de estado de Saúde (Susam) Wilson...
Mais de 600 kg de carne de animais silvestres são apreendidas e três vão responder por crime ambient... Mais de 600 kg de carne de animais silvestres foram apreendidos em Tabatinga no domingo. Foto: Divulgação Mais de 600 quilos de carne de animais silvestres foram apreendidos em Tabatinga (distante 1.109 quilômetros de Manaus), durante operação das polícias Militar e Fe...
MPF pede condenação do Estado por desrespeito à ordem cronológica de pagamentos de fornecedores MPF ingressou com ação civil para que o Estado passa a adotar ordem cronológica de pagamentos feitos aos seus fornecedores. Foto: Arquivo O Ministério Público Federal (MPF) ingressou com ação civil pública na Justiça Federal para que o Estado do Amazonas passe a adotar i...
Estudante de fisioterapia é presa pela PF, no aeroporto, com 3kg de maconha na mala Apreensão foi feita durante fiscalização de rotina no aeroporto internacional. Fotos: Divulgação DRE-AM A Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal do Amazonas (DRE-AM) apreendeu nesta sexta-feira (18), no aeroporto internacional de Manaus – Eduardo Gomes...
Prefeito de Codajás é condenado por improbidade administrativa e terá que devolver R$ 160 mil O prefeito de Codajás, Abraham Lincoln Dib Bastos, apresentou prestação de contas referente a convênio com o FNDE oito anos depois do prazo determinado e terá de ressarcir os cofres públicos em R$ 160 mil. Foto: Divulgação A pedido do Ministério Público Federal (MPF) no ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook