Zelensky pede sanções ‘máximas’ contra a Rússia em discurso em Davos

Zelensky pede sanções ‘máximas’ contra a Rússia em discurso em Davos

A comunidade global deve impor sanções “máximas” contra a Rússia, incluindo um embargo total ao petróleo, pediu o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky em um discurso em vídeo no Fórum Econômico Mundial em Davos, nesta segunda-feira (23).

“A comunidade internacional deve estar pronta para usar sanções preventivamente, não apenas para responder” a ameaças no futuro, disse ele a líderes mundiais e empresariais presentes.

Se essas sanções estivessem em vigor em primeiro lugar, a Rússia não teria sido capaz de invadir a Ucrânia, afirmou ele, pedindo a proibição total dos bancos russos e a suspensão completa do comércio.

“O agressor saberia as consequências imediatas de suas ações”, disse ele.

“Devemos estabelecer um precedente para sanções”, disse ele, questionando se uma “grande coleção de respostas” de instituições como as Nações Unidas e a Organização Mundial do Comércio é suficiente para responder às ameaças de hoje.

As últimas sanções foram anunciadas no início deste mês, quando líderes do G7 se encontraram virtualmente com Zelensky.

As medidas incluíram novos controles de exportação contra o setor industrial russo e cerca de 2.600 restrições de visto para autoridades russas e bielorrussas, bem como as primeiras sanções contra executivos do Gazprombank, instituição por meio da qual a maior parte da Europa compra gás russo.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.