Inscrição para concurso do Ministério da Justiça é prorrogada. Salário é de R$ 6,1 mil

Último dia para inscrição em concurso do Ministério da Justiça. Salário é de R$ 6,1 mil

As inscrições para o concurso do Ministério da Justiça foram prorrogadas. São 66 vagas e salário inicial de R$ 6,1 mil. Foto: Divulgação

O período de inscrições para o concurso do Ministério da Justiça, inicialmente previsto para terminar hoje (17/11), foi prorrogado até as 18h de 26 de novembro (confira aqui o cronograma retificado).

Outra mudança no andamento do processo seletivo se refere à aplicação da prova objetiva. Antes marcada para 19 de dezembro, a avaliação ocorrerá agora em 9 de janeiro do ano que vem.

São 66 vagas temporárias. As ofertas são trabalhar na Senad (Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas), em Brasília. A pasta selecionará profissionais para execução de atividades técnicas de complexidade gerencial em três perfis: técnico especializado em formação e capacitação (graduados em pedagogia); técnico especializado em gestão de ativos e parcerias (graduados em direito, contabilidade ou administração); técnico especializado em pesquisa e análise de dados (graduados em estatística ou matemática).

De acordo com o edital, os candidatos também devem possuir experiência mínima de três anos (em organizações públicas ou privadas) ou título de especialização, mestrado ou doutorado na respectiva área de atuação.

Inscrições e provas do concurso

As inscrições para o concurso do Ministério da Justiça são recebidas somente pela internet, mediante a realização de cadastro no site http://www.cebraspe.org.br/. O valor da taxa é o mesmo para todas as funções: R$ 76.

O processo seletivo é organizado pelo Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos). Em caso de dúvidas, os candidatos podem obter mais informações com a banca por dois canais de comunicação: telefone (61) 3448-0100 e-mail [email protected]

A prova será no dia 9 de janeiro de 2022 com aplicação na capital federal. A avaliação objetiva cobrará a resolução de 120 questões do tipo “certo” ou “errado” em, no máximo, quatro horas.

A seleção terá validade de dois anos, a contar da homologação do resultado final. O prazo poderá ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da pasta, conforme estabelece o edital.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.