Idoso é condenado a 14 anos de prisão por estupro contra a sobrinha

Idoso é condenado a 14 anos de prisão por estupro contra a sobrinha. Na foto, o delegado Marcos Arruda

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), cumpriu nesta quarta-feira (06/10), por volta das 8h30, mandado de prisão em razão de sentença condenatória, em nome de um idoso, de 62 anos, por estupro de vulnerável praticado contra a sobrinha dele. O crime ocorreu no dia 24 de dezembro de 2014, quando a vítima tinha 11 anos, no bairro São José Operário, zona leste de Manaus.

O delegado Marcos Arruda, titular do 1º DIP, relatou que, no dia do delito, os pais da vítima precisaram realizar serviços de limpeza em condicionadores de ar, ocasião em que a menina foi convidada por uma tia materna para passar a tarde na casa dela, no São José Operário.

Idoso

“Em determinado momento, a tia da menina recebeu uma ligação telefônica e precisou se ausentar da residência, deixando a criança aos cuidados de seu marido. Ele ficou a sós com a menina, atraiu ela para o quarto com a desculpa de que o cômodo era mais confortável para assistir à televisão e começou a questioná-la sobre a sua virgindade”, contou Arruda.

Ainda conforme a autoridade policial, o infrator se aproveitou da ingenuidade da vítima, pediu para que ela se despisse e praticou o ato criminoso.

Ordem judicial – A ordem judicial foi solicitada à Justiça e decretada no dia 23 de setembro deste ano, pela juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, da 1ª Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, conforme informou o titular do 1° DIP.

Com o mandado decretado, os policiais seguiram ao endereço dele, no bairro São José Operário, e efetuaram sua prisão.

Procedimentos – O indivíduo foi condenado a 14 anos de prisão, em regime fechado, por estupro de vulnerável. Ele será conduzido à audiência de custódia, na Central de Recebimento e Triagem (CRT), e ficará à disposição da justiça.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.