Homem é preso com material para imprimir dinheiro falso. Polícia suspeita que ele dava troco com moeda que “produzia”

Acusado tinha dinheiro falsificado

Na hora da prisão, máquina impressora tinha uma nota de R$ 20 sendo copiada pelo infrator. Foto: Divulgação

Mayron Cliber de Araújo Assunção foi preso em flagrante acusado de falsificar documentos públicos e dinheiro nesta terça-feira (15), no bairro Nossa Senhora de Fátima II.

Policiais da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), sob o comando do delegado Rafael Allemand, receberam denúncia anônima sobre falsificação de documentos de automóveis.

Durante diligências foi descoberto que não se tratava de documento falsificado para veículos, mas sim de notas falsas de dinheiro e equipamentos usados para a fabricação de moeda.

No site do Tribunal de Justiça do Estado (TJAM), Mayron responde a três processos, sendo um por falsificação de documento público e outro por porte de arma.

Crime federal

Falsificar dinheiro no Brasil é crime federal, com pena que gira entre 3 e 12 anos de prisão em regime fechado.  “Chegamos no local e nos deparamos com material para falsificar dinheiro. O infrator também estava com uma arma com numeração raspada”, disse Allemand.

No loca, a polícia apreendeu impressora, tinta, carimbo e máquina de cortar notas. Como o infrator tem uma pizzaria funcionando no local, a suspeita é que ele usava as notas falsas fabricadas para dar troco aos clientes. Na prisão, a impressora tinha uma nota de R$ 20 sendo copiada.

Comentários
Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *