Quinta-feira, 21 de junho de 2018

Vírus do sarampo em Roraima é o mesmo da Venezuela, diz diretor da FVS

A confirmação da doença em uma criança da Venezuela, no dia 11/02, por profissionais da Fiocruz, rompeu um quadro epidemiológico estável no Brasil. Foto: Divulgação

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), Bernardino Albuquerque, declarou, nesta sexta-feira (23), que o resultado da análise do vírus do caso de sarampo confirmado em Roraima, tranquiliza as autoridades brasileiras, quanto à origem da doença, identificada em uma criança venezuelana. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, a análise mostrou que o vírus é 100% idêntico ao que circula na Venezuela.

“Os resultados bateram exatamente com o vírus que está circulando na Venezuela, atualmente. Isso confirma que não é um caso autóctone (contraído no Brasil). É um caso importado do país vizinho. Não houve a reprodução de outros casos no ambiente de Roraima. Consequentemente, isso nos deixa um pouco mais tranquilos, no que diz respeito à expansão do vírus no País e no Estado de Roraima”, afirma o diretor-presidente da FVS, unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

A confirmação da doença em uma criança da Venezuela, no dia 11/02, por profissionais da Fiocruz, rompeu um quadro epidemiológico estável no Brasil, que desde 2015 havia vencido totalmente o sarampo. Segundo Bernardino, com a confirmação de que o caso de Roraima não foi reproduzido, mas sim introduzido no País, as autoridades brasileiras devem se manter vigilantes com relação à vacinação das populações propícias ao vírus.

Bernardino ressalta que devem ser vacinados e monitorados tantos os venezuelanos que ingressam no País, quanto brasileiros e pessoas de outras nacionalidades, que tenham viajado a turismo para a Venezuela. “Temos que reforçar as ações no que diz respeito à possibilidade de reintrodução e de reprodução do vírus. E essas ações estão relacionadas à imunização da população suscetível ao sarampo. Para essa imunização, hoje, a arma mais eficaz que temos é a vacinação. E é em cima da vacinação que estamos trabalhando. Não só no que diz respeito a aumentar a cobertura vacinal na nossa população da capital e dos municípios da região metropolitana, mas também dos migrantes que estão vindo da Venezuela e da nossa população que faz turismo no país vizinho”, explica Bernardino.

A vacina contra o sarampo é aplicada em unidades básica de saúde dos municípios. A imunização deve ser feita em crianças. A primeira dose deve ser aplicada aos nove meses de idade e o reforço (segunda dose) aos 15 meses. Por conta do aparecimento da doença em Roraima, o Amazonas também disponibilizou a vacina para adultos, principalmente, para aqueles que não foram imunizados quando criança e que pretendem viajar para países com surto.

Bernardino lembra que não é só a Venezuela que tem registrado casos de sarampo. A doença também foi confirmada em vários países europeus em 2017 (como Romênia – 5,5 mil casos; Itália – 5 mil casos; e Ucrânia – 4,7 mil casos), segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Pacto

Os estados do Amazonas e Roraima, com o suporte e aval do Ministério da Saúde, firmaram um pacto para por em prática um plano de proteção da fronteira contra o sarampo. O pacto, proposto pelo secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, foi aprovado pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, na última quarta-feira (21/02), durante a 2ª Assembleia do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), em Brasília. Recentemente, o Amazonas enviou 80 mil seringas para ajudar na vacinação em Boa Vista (RR) e nas cidades de fronteira. O secretário também disponibilizou apoio técnico ao estado vizinho, com envio de equipes da FVS para Roraima, caso seja necessário.

Capacitação

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) também está atenta à formação de seus profissionais com relação à identificação e diagnóstico precoce da doença. Na quinta-feira, 22, no auditório da FVS, foi realizada uma capacitação de servidores sobre o tema. “Estamos trabalhando também notas técnicas, que estão sendo enviadas aos nossos serviços de saúde, no sentido de alertar para o problema e no que fazer com um paciente suspeito. A nossa proposta, em termos de vigilância, é fazer a detecção da doença o mais precocemente possível”, explicou Bernardino Albuquerque.

Sintomas e transmissão 

Os sintomas do sarampo se caracterizam por febre alta, tosse, coriza, conjuntivite e manchas avermelhada no corpo, começando geralmente pelas áreas da cabeça e depois se disseminando por todo o corpo. Qualquer situação detectada com estas características, em pessoas que tenham viajado para áreas onde há transmissão da doença, é considerado um caso suspeito e será monitorado e acompanhado pela FVS. A transmissão do vírus do sarampo ocorre pelas vias respiratórias (tosse, fala, espirro), da mesma forma que a gripe. O tempo de incubação do vírus, prazo que leva para a doença se manifestar, vai de 10 a 14 dias.

Veja também

Movimento ‘Levante MAO’ será apresentado no Café Teatro com entrada gratuita As oito obras que serão apresentadas no movimento “Levante MAO” tiveram uma fase de alinhamento de informações. Foto: Divulgação Desde quarta (20) até sexta-feira, 22/6, o Les Artistes Café Teatro, localizado na avenida 7 de setembro, no Centro, será palco do movimento art...
Amazonas é o terceiro Estado com maior número de feminicídios No Amazonas, o TJAM terminou 2017 com 522 processos de feminicídio pendentes. O número é 15,5% maior da quantidade de processos de feminicídio pendentes em 2016 (452 processos). Foto: Divulgação Amazonas é o terceiro Estado brasileiro com maior proporção de casos de fe...
Em boa fase, Iranduba recebe o Pinheirense (PA) nesta quinta na Arena da Amazônia Ocupando a terceira posição na tabela do grupo 01 com 13 pontos, o Iranduba vem de uma derrota por 2 a 1 contra o atual líder do campeonato, o Corinthians. Foto: Divulgação Com três atletas convocadas para disputar amistosos pela Seleção Brasileira Sub-20, a equipe Irandub...
Espetáculo ‘Joias de Tchaikovsky’ estreia neste domingo, no Teatro da Instalação Foto: Divulgação No próximo domingo (24), a Companhia de Dança Encontro das Águas apresentará, às 19h, o espetáculo “Joias de Tchaikovsky”, no Teatro da Instalação, localizado na rua Frei José dos Inocentes, s/Nº, Centro. A apresentação faz parte da agenda do Programa Espa...
Confira o resultado preliminar de sete processos seletivos do Governo com 286 vagas A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) divulga o Resultado Preliminar dos sete Processos Seletivos para 286 vagas nas áreas: do Meio Ambiente, Assistência Social, Esporte, Regularização Fundiária e Infraestrutura. Veja os resultados abaixo: ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook