Quinta-feira, 21 de junho de 2018

Justiça condena enfermeiro de UBS por estupro de vulnerável e diretora por exercício ilegal da profissão

Foto: divulgação Polícia Civil

O juízo da Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes condenou a 16 anos de reclusão em regime fechado, o enfermeiro Ronaldo Augusto Ferreira de Souza pelo crime de estupro de vulnerável cometido contra três pacientes nas dependências da UBS Lourenço Borghi, no bairro Japiinlândia , zona Sul de Manaus.

Ronaldo foi preso preventivamente em 2014, quando policiais civis do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP) deram voz de prisão contra o enfermeiro. Ele foi detido na própria UBS, seu local de trabalho.

A denúncia chegou à Justiça por ter sido acusado de ter estuprado uma menor de 14 anos, no dia 18 de novembro de 2013, tendo tido relações com a mesma dentro da UBS.

Na época a menor contou em depoimento que o enfermeiro não deixou a sua mãe entrar no consultório para acompanhá-la, e que lá dentro foi dopada pelo mesmo, tendo sido obrigada a manter relações sexuais com ele.

No dia 30 de dezembro de 2013, outra vítima procurou o 3º DIP e disse que o enfermeiro Ronaldo Augusto trancou a porta do consultório médico e usando de violência obrigou a mesma a tirar a sua roupa, pegou em suas partes íntimas e só não consumou o ato por que no momento da penetração, alguém bateu na porta, assustando-o.

A vítima de 20 anos afirmou em depoimento que Ronaldo lhe ameaçou, dizendo que se ela contasse pra alguém o que tinha acontecido, iria sofrer conseqüências graves.

Como está preso desde 2014, Ronaldo deverá ficar atrás das grades por 12 anos e após o cumprimento desta pena, ele também deverá prestar serviços à comunidade por um ano.

exercício ilegal da profissão

Além do enfermeiro, a servidora que na época respondia pela direção da Unidade Básica de Saúde, Cândida Rosa Fernandes Lima dos Santos, também foi condenada por exercício ilegal da profissão e poderá recorrer em liberdade.

Acesse aqui a decisão.

 

 

 

Veja também

Guerra entre FDN e ribeirinhos no Mamori, após morte de três assaltantes que aterrorizavam moradores... Guerra entre FDN e ribeirinhos no Mamori, depois de quase um ano de terror imposto por quatro homens, três dos quais foram mortos supostamente por moradores Dois barcos com estudantes, menores, atacados a tiros. Mães dormindo no mato, com os filhos, enquanto pais fazem g...
Porteiro de escola é preso após ser denunciado por abusar sexualmente de aluno de 9 anos Porteiro José Rômulo foi preso em casa, após ser denunciado por estupro de criança de 9 anos, no banheiro de escola. Foto: Divulgação O porteiro José Rômulo do Oliveira, 49, foi detido em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável, denunciado po...
Funcionário acusado de matar casal dono de floricultura é preso. Ele roubou R$ 700 e três celulares.... Funcionário acusado de matar casal dono de floricultura é preso, em nova surpresa no crime praticado com muita crueldade Mateus Muniz Ferreira, 21, foi preso em flagrante acusado de ser o autor do latrocínio que teve como vítima o casal de empresários Kazuyasu Taka...
PM ignora, grupo assalta e fere no Mamori, Careiro, até moradores se revoltarem e matar quatro PM ignora, grupo assalta e fere no Mamori, Careiro, provocando o que parece ter sido revolta dos ribeirinhos: quatro apareceram boiando nas águas de lago da região. Foto: leitores Um dos lugares mais paradisíacos do Amazonas viveu um banho de sangue na noite do Dia dos N...
Dono do restaurante Suzuran homenageia irmão assassinado em floricultura no Parque das Laranjeiras Dono do restaurante Suzuran homenageia irmão assassinado em floricultura, num crime cuja brutalidade chocou até policiais e legistas que foram ao local O dono do restaurante Suzuran, Hiroya Takano, homenageou o irmão, Kazuyasu Takano, 68, assassinado cruelmente nesta qua...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook