Mutirão dermatológico tem 800 vagas para consultas neste sábado

A Fundação Alfredo da Matta (Fuam) promove, neste sábado (27/1), um mutirão dermatológico, com 800 vagas para consultas, na Escola Estadual Gilberto Mestrinho, na rua Danilo Areosa, s/n, bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste de Manaus. A ação faz parte da campanha “Janeiro Roxo”, promovida pelo Ministério da Saúde durante o mês em que é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase, com o objetivo de chamar a atenção da população para a doença. A campanha, em nível estadual, está sendo coordenada pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

O secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, explica que a campanha Janeiro Roxo visa alertar e sensibilizar a população sobre a doença, seus primeiros sintomas e a importância do tratamento precoce, evitando o surgimento de deformidades e sequelas. “Levaremos a ação para a zona leste da capital, área da cidade com maior concentração de casos de Hanseníase. Iniciativas como esta são importantes para facilitar o acesso da população a serviços de saúde importantes, como as consultas dermatológicas”, destacou Deodato.

O mutirão contará com apoio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e será realizado de 8h às 12h. A ação deve atender 800 pessoas, dentre elas, 400 pacientes já pré-agendados pelo Sistema Nacional de Regulação do Sistema Único de Saúde (Sisreg). Segundo o diretor-presidente da Fuam, Helder Cavalcante, estes pacientes já passaram por consultas em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e foram encaminhados para o serviço especializado em Dermatologia. O Complexo Regulador do Amazonas, gerenciado pela Susam, realizou o contato prévio com eles, para agendar as consultas. As outras 400 vagas serão disponibilizadas por ordem de chegada, com distribuição de senha, a partir de 7h.

 

No interior

Além da capital, as ações do Janeiro Roxo também alcançam cidades do interior.  Em Manacapuru, entre quarta-feira (24/01) e esta sexta (26), a Fuam realiza consultas e palestras para a população. A ação, que tem apoio da Secretaria Municipal de Saúde Manacapuru, levou equipe com médico dermatologista e técnicos para fazer atendimentos. Já foram consultadas aproximadamente 200 pessoas em três dias.

Ao longo do mês de janeiro, outros municípios, como Apui, Itamarati e Parintins, estão se mobilizado, com apoio da Fuam. As programações locais envolvem treinamentos na área de Hanseníase, realização de exames dermatológicos e mutirões de saúde com busca ativa de casos novos da doença.

 

Teatro iluminado

Durante todo o mês de janeiro, a sede da Fundação Alfredo da Matta estará iluminada de roxo, chamando atenção para a campanha. No encerramento da agenda da programação, no dia 31, os principais monumentos do Brasil também ganharão as cores da campanha. Em Manaus, com apoio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o local escolhido para ser iluminado foi o Teatro Amazonas. No Largo São Sebastião, equipes de saúde farão a sensibilização dos frequentadores do local sobre a Hanseníase, com distribuição de material informativo.

 

Mobilização

A agenda de mobilização da campanha “Janeiro Roxo” envolve várias instituições do estado e teve início no último dia 12, com a realização de uma caminhada de sensibilização pelo bairro Colônia Antônio Aleixo, promovida pelo Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan).

No dia 24, a Fuam realizou o Seminário de Atualização em Hanseníase. O evento contou com apresentação de temas relevantes na área da Hanseníase, dados sobre a doença no Amazonas, além de pesquisas importantes, como a de autoria da médica da Fuam, Dra. Rossilene Cruz, sobre a “Avaliação da Eficácia do Esquema Único de Multidrogaterapia para o Tratamento da Hanseníase”.

Hanseníase

Os casos de Hanseníase no Amazonas reduziram nos últimos anos, passando de 44,3 para cada grupo de 100 mil habitantes, em 2000, para 10,98 para cada 100 mil habitantes, em 2017, o que representa uma queda de 75,2%, em 17 anos. Em Manaus, a redução foi ainda mais significativa, de 86,1%, em 17 anos, apresentando hoje 5,91 casos para cada 100 mil habitantes.

Apesar da redução dos números, os médicos alertam para que a população faça consultas periódicas. Em 2017, foram detectados 446 casos novos de Hanseníase no Amazonas. Do total de casos novos, 126 (28,3%) eram residentes em Manaus e 320 (71,7%) moradores de outros 56 municípios. Em 2016, foram 443 casos.

Na faixa etária de maiores de 15 anos foram detectados 413 (92,6%) casos e em menores de 15 anos, 33 (7,4%). Do total, 60,5% (270) dos casos ocorreram entre pessoas do sexo masculino e 39,5% (176) do sexo feminino.

Os municípios que apresentaram o maior número de casos foram: Manaus (126), Pauini (22), Humaitá (18), Tapauá (18), Itacoatiara (17), Parintins (16), Lábrea (13), Carauari (12), Silves (11), Boca do Acre e Santa Izabel do Rio Negro (10 casos, cada). Em Manaus, as zonas da cidade apresentaram o seguinte perfil: Zona Leste, com 39 casos (30,9%), Norte, com 34 (27%), Sul, com 18 (14,3%), Oeste, com 17 (5,5%), Centro-Sul, com 6 (4,7%) e Rural, com 5 (4%).

Veja também

Azul desmente no Twitter notícia sobre queda de avião com 80 passageiros #fakenews A Azul Linhas Aéreas desmentiu um boato fortemente disseminado em grupos de WhatsApp e FaceBook esta noite (21/02). Um avião da empresa, partindo de Belém a caminho de Cuiabá (MT), teria caído com 80 passageiros. "Informamos que nossas operações seguem normalmente, sem incid...
Luiz Castro reforça denúncia contra empresas terceirizadas da área de Saúde O deputado Luiz Castro disse que há servidores sem receber salários há quatro meses. Foto:O deputado Luiz Castro (Rede) voltou a denunciar nesta quarta-feira (21) as empresas contratadas pelo Governo do Estado para prestar serviços aos hospitais de Manaus e que atrasam ...
Seis de 10 vetos do governo são derrubados em votação na Assembleia Legislativa Na pauta de votação constavam 17 matérias, sendo dez vetos do Governo do Estado. Foto: Aleam/DivulgaçãoCom uma pauta onde constavam 17 matérias – sendo dez vetos do Governo do Estado a matérias aprovadas em plenário no final do ano passado e sete Projetos de Lei de auto...
Moradores denunciam comércios irregulares no condomínio Cidade Jardim Comércios de estivas funcionam no conjunto residencial. Foto: DivulgaçãoMoradores do condomínio residencial Cidade Jardim, localizado na avenida Constantino Nery, bairro Chapada, zona centro-sul de Manaus, denunciam que no local funcionam diversos estabelecimentos comer...
Embrapa oferece cursos gratuitos de produção de banana e cultivo de tambaqui A Embrapa Amazônia Ocidental oferece dois cursos gratuitos durante o mês de março. Foto: DivulgaçãoCom o objetivo de capacitar tecnicamente produtores e técnicos de Assistência e Extensão Rural (Ater), a Embrapa Amazônia Ocidental oferece dois cursos gratuitos durante o...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook