TJAM garante direito à posse de concursada por cumprir requisitos de edital

Concursada teve liminar concedida para assumir cargo de técnico em hemoterapia da Susam. Foto: Divulgação TJAM

As Câmaras Reunidas do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) confirmaram liminar e concederam segurança a uma concursada para o cargo de técnico em hemoterapia da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), para impedir que lhe seja exigido o registro no conselho de classe e comprovante de quitação de débito perante o mesmo órgão.

Essa decisão foi unânime, conforme o voto do relator, desembargador Yedo Simões de Oliveira, na sessão desta quarta-feira (6), em consonância com o parecer do Ministério Público do Estado.

Fora do edital

De acordo com o processo (nº 0641468-45.2016.8.04.0001), a candidata foi a única aprovada para o cargo e convocada para apresentar os documentos para posse em julho de 2016; contudo, ela apresentou a documentação exigida no edital do concurso, mas lhe foi exigido, também, a apresentação do registro no conselho de classe e comprovante de quitação junto ao mesmo para que pudesse tomar posse.

Ocorre que, entre os requisitos para investidura no cargo, o edital prevê apenas: certificado devidamente registrado de curso de nível médio completo, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC, e certificado de curso de Capacitação em Hemoterapia.

Como o edital é o que define os requisitos para a investidura no cargo, a ele se submetem tanto o candidato, quanto a Administração, que devem obedecer estritamente as regras ali estabelecidas, afirma o relator.

“Por esse raciocínio, a exigência de documentos ou condições para investidura, quando não postos expressamente no edital ou na lei regente, viola o princípio da vinculação ao edital, merecendo decote por parte do Poder Judiciário”, conclui.

Cargo técnico

Quanto à contestação do Estado do Amazonas, de que a impetrante não poderia acumular dois cargos de técnico em hemoterapia, o desembargador avaliou que os documentos juntados ao processo pela concursada mostram que estão atendidas as normas constitucionais, sendo possível acumular os dois cargos, por se tratar de cargo privativo de profissional de saúde.

E para cada cargo há exigência de capacitação específica, que não excede a exigência genérica de nível médio de escolaridade, e por ser profissão regulamentada pela portaria nº 158/2016 do Ministério da Saúde.

Veja também

Judiciário vai reciclar 23 mil processos que já cumpriram prazos legais de guarda Vinte e três mil processo podem ser reciclados pelo Arquivo Geral do TJAM, mas antes interessados podem fazer cópias dos documentos. Fotos: William Rezende/ TJAMUm total de 23 mil processos que já tiveram tramitação concluída na Justiça amazonense e cumpriram os prazos ...
Audiências por videoconferência nas cadeias devem iniciar este mês, pelo Compaj Videoconferência já é realizada entre presídios federais. Agora TJAM e forças de segurança vão implantar sistema para realizar audiências nas Varas Criminais e cadeias de Manaus. Foto: Raphael Alves/ TJAMO presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembarga...
Prisão de mentora intelectual do massacre do Compaj e esposa do Zé Roberto da FDN está nas mãos da J... Esposa de Zé Roberto, Luciane Albuquerque, 29, teve a prisão preventiva pedida pela promotoria. Ela é uma das 213 pessoas denunciadas por envolvimento no massacre do Compaj. Foto: ArquivoDenunciada como mentora intelectual do maior massacre em presídio do Amazonas, entr...
Desembargadora suspende prisão de presidente do ITO-AM, manda equipar hospitais e pagar ortopedistas... Desembargadora Graça Figueiredo suspende ordem de prisão do presidente do Instituto de Traumato-Ortopedia do Amazonas (IOTO-AM), manteve apenas emergências e obriga governo do Estado a pagar os ortopedistas e equipar hospitaisA desembargadora Maria das Graças Pessôa Fig...
Professor é preso por estupro de vulnerável em Presidente Figueiredo Professor de 34 anos foi preso por estupro de vulnerável praticado contra um garoto de 12 anos, seu aluno. Foto: Divulgação PC-AMEquipe de investigação da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo (distante 107 quilômetros), sob o comando do del...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook