Novo round: Presidente do Conselho Fiscal da Unimed rebate diretoria e Conselho Administrativo

Conselho Fiscal da Unimed está em choque com diretoria e Conselho Administrativo

Colaboradores da Unimed, aqui conhecendo mais sobre o sistema nacional, aguardam apreensivos o desfecho da atual disputa na cooperativa médica

A presidente do Conselho Fiscal da Unimed Manaus, Ramza Badr de Lima, respondeu às informações publicadas por este portal. Denuncia “dificuldades” impostas pela diretoria para o exercício das atribuições do conselho. Rechaça a acusação de que esteja retaliando pelo rompimento do contrato com a Cooperativa dos Anestesiologistas (Coopanest) à qual pertence. Revela que o conselho é assessorado pelo escritório Zaidan Advogados e JM Consultoria Contábil.

A resposta do Conselho Fiscal da Unimed confirma Assembleia Geral convocada para destituir diretora, Corina Viana, e Conselho Administrativo. Enfatiza que há um corpo de superintendentes que podem tocar a instituição na transição. E cita o exemplo da Unimed-RJ que, após mudança semelhante em 2016, teve lucro em 2017.

Quanto às indagações de como este portal teve acesso a material sigiloso, elas são comuns. O sigilo é dever funcional. A publicação essência do jornalismo e obrigação do jornalista. Não cabe, no mundo atual, a alegação de que informações de interesse público “não podem” ser divulgadas. Quem decide se a informação é boa ou não e o que fazer com ela é o usuário da Unimed. É ele que vem sentindo na pele os reflexos das agruras internas da cooperativa. Tomara que sejam resolvidas.

Eis a íntegra da carta enviada ao portal pela presidente do Conselho Fiscal da Unimed, Ramza Badr de Lima:

 

“Ilmo. Sr.

Marcos Santos/Portal do Marcos Santos,

Cumprimentando-o, solicito a publicação dos esclarecimentos abaixo, como o mesmo destaque e espaço em relação à matéria intitulada “Diretoria da Unimed se defende e revela trapalhada que pode fechar a cooperativa de saúde. Saiba as razões dessa briga”, publicado em seu prestigiado Portal de Notícias, no dia 04/12/2017, na medida em que foram citados o Conselho Fiscal da UNIMED Manaus e o meu nome.

  1. O Conselho Fiscal da UNIMED Manaus, sob minha coordenação desde 31/03/2017, vem exercendo suas atribuições, mesmo com dificuldades impostas pela Diretoria Executiva e Conselho de Administração, de forma estritamente técnica e respeitosa, sem propor guerra a quem quer que seja. Produzimos apenas documentos técnicos;
  2. Estranha-se o fato de que documento interno assinado pela Diretoria Executiva e Conselho de Administração, repleto de graves equívocos, tenha ganhado publicidade nesse prestigiado Portal, pois trata-se de documento interno de interesse dos médicos cooperados e com dados fiscais protegidos por lei, razão pela qual, espera-se, seja apurada a responsabilidade de quem promoveu tal publicidade;
  3. O comentário de que haja retaliação por conta de rompimento contratual da COOPANEST (Cooperativa do Anestesiologistas), com a UNIMED, causa mais estranheza ainda, pois nunca se ouviu tal comentário, o mesmo surge pela primeira vez nesta matéria, o que sugere que seja fruto de alguma mente doentia e leviana que serviu de informante deste prestigiado Portal, pois nunca fui dirigente da Coopanest, nela apenas cumpri um plantão e meio nos últimos seis meses e praticamente toda a minha renda advém da produção como médica na UNIMED. Ademais, todas as decisões do Conselho Fiscal são colegiadas (somos 5 conselheiros) seguindo as orientações técnicas de nossos competentes assessores. Somos assessorados juridicamente pelo escritório Zaidan Advogados e contabilmente pelo Escritório JM Consultoria Contábil, ambos entre os mais experientes e respeitados, em seus respectivos ramos, em nosso Estado;
  4. É verdade que a UNIMED possui uma dívida elevada, conforme indica o documento neste portal publicado de autoria da Diretoria Executiva e do Conselho de Administração. Contudo, deveriam tais órgãos da Administração buscar explicar à sociedade que a UNIMED Manaus também possui mais de 900 médicos dedicados e a maior receita em termos de Operadoras de Plano de Saúde no Estado do Amazonas, ao invés, como tudo indica, dar publicidade a notícias distorcidas e gerar desconfiança dos clientes em relação à própria UNIMED.
  5. De fato, o Conselho Fiscal decidiu convocar assembleia geral extraordinária para destituição exclusivamente da Diretora Executiva e dos membros do Conselho de Administração, cujas razões foram técnica e devidamente fundamentadas. Caberá, portanto, aos médicos cooperados decidirem democraticamente a respeito. Frise-se, a UNIMED possui superintendentes e grande corpo técnico administrativo que permanecerão exercendo suas atribuições, garantindo, assim, a continuidade das atividades administrativas, independentemente, de quem esteja ocupando os cargos de Diretor Executivo e Conselheiro de Administração, como ocorre em toda grande empresa.

Tem-se como exemplo o que ocorreu com a UNIMED-RIO, que mesmo sob direção fiscal imposta pela ANS por grave crise econômica financeira, teve sua diretoria destituída em assembleia geral em 2016 e já no primeiro trimestre de 2017 obteve lucro de mais de R$ 100 milhões, começando a sair da crise financeira em que se encontrava, em claro benefício dos seus médicos cooperados e, principalmente, de seus clientes.

Era o que tinha a esclarecer.

Atenciosamente,

Ramza Badr de Lima”

Veja também

Diretoria da Unimed se defende e revela trapalhada que pode fechar a cooperativa de saúde. Saiba as ... Corina Viana (de estampado, em reunião com outra Unimedes em Sergipe) pegou a Unimed com dívidas e agora está sendo ameaçada pelo Conselho FiscalA diretoria da Unimed está em guerra aberta com o Conselho Fiscal da cooperativa. A presidente do Conselho, Ramza Badr de Lim...
Unimed Manaus garante que beneficiários dos planos de saúde não serão afetados por decisão da ANS... A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) proibiu a comercialização de planos de saúde da Unimed Manaus. Foto: ArquivoA Unimed Manaus divulgou nota afirmando que os beneficiários dos planos de saúde da empresa não serão afetados pela decisão da Agência Nacional de S...
ANS suspende a partir de hoje venda de planos da Unimed de Manaus Agência Nacional de Saúde Suplementar divulgou lista de planos suspensos no Brasil, que não podem vender até regularizar situação. Entre eles está a Unimed de Manaus. Foto: ArquivoA Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) começou a proibir a partir de hoje (8), a co...
Quadrilha presa na Operação Jaleco Preto extorquia famílias de pacientes em UTIs de hospitais do AM ... Investigações tiveram início há 2 meses e quadrilha movimentou cerca de R$ 2 milhões com o golpe, tendo acesso a dados sigilosos de pacientes e ordens dos chefes de dentro de presídio em Mato Grosso. Fotos: DivulgaçãoCom o golpe do "falso médico", a quadrilha interestad...
Carro roubado há seis meses no Parque Dez é encontrado na estrada de Novo Airão A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, município distante 68 quilômetros da capital, prendeu em flagrante, na manhã desta segunda-feira (11/12), Francisco Saraiva da Costa, 34, por receptação e adulteração de sinal ident...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook