‘Sebastião Jr. tem calo nas cordas vocais’, diz presidente do Garantido. Ele rebate: ‘Mentiroso’

Fotos: Reprodução

O levantador de toadas do Boi Garantido, Sebastião Jr., que anunciou sua saída do item no último dia do 55º Festival Folclórico de Parintins, abriu o verbo nesta segunda-feira (4) contra o presidente do bumbá, Antônio Andrade, chamando-o de mentiroso em vários stories publicados no seu próprio perfil no Instagram.

A revolta aconteceu depois de uma entrevista em que Andrade diz que Sebastião tem calos nas cordas vocais, não aguentaria três noites do Festival Folclórico de Parintins e teria feito uma imposição publicamente no domingo, durante a passagem de som no Bumbódromo, para ser o único levantador de toadas do Garantido. A entrevista de Andrade foi postada pelo próprio Sebastião em seu perfil.

A declaração provocou a ira de Sebastião Jr., que rebateu todas as acusações do presidente. “Se eu quisesse ser o único levantador do Garantido eu não teria assinado o contrato. Não assinei por você, foi pelo meu boi, pelo Garantido”, disse.

Em tom de revolta, disse que não entregou o cargo por causa de David Assayag, ou por causa de Edilson Santana, porque ao lado deles, aprende muito. “A DGE resolveu que seria um levantador por noite. O David não merece ter passado pelo papelão que você o colocou , você colocou a carreira do David no fundo do poço, o David tem história no Festival, é a voz da Amazônia, tem meu respeito. Esse presidente lhe usou David, te respeito muito, você e Edilson, a Marcia que tem uma voz espetacular”.

O que mais causou revolta no levantador foi o fato de Andrade comentar sobre um suposto calo nas cordas vocais. “Não venha com mentiras, eu sabia eu você ia usar esses argumentos, que eu estou com calo nas cordas vocais e não aguentaria as três noites. Que mentira esfarrapada, graças a Deus quem canta por mim não sou eu são os anjos e Deus, antes de entrar na arena ou em qualquer palco, peço a Deus e os anjos que cantam comigo. Respeite isso”.

Calo nas cordas vocais é um pesadelo para cantores. O tratamento vai do trabalho intensivo com fonoaudiólogo a cirurgia.

Um dos casos mais conhecidos de calo nas cordas vocais é do vocalista da banda de rock Scorpions, Klaus Meine. Os médicos chegaram a dizer que ele podia perder a voz até para falar. O cantor se despediu da carreira, mas a banda disse que não seguiria sem ele. Após tratamento com fonoaudiólogo, especialista em cantores clássicos, ele não só retornou como ficou ainda melhor. E canta até hoje.

E cobrou Andrade pelos recursos recebidos. “No dia 12 e maio você recebeu R$ 6 milhões, não pagou fogos, levou alegoria escrota pra arena, não pagou o David [Assayag], não pagou o Israel [Paulain], não pagou ninguém! Eu gastei R$ 25 mil do meu bolso em Parintins e ainda vem dizer que não foi pra apuração porque estava me esperando. Para com mentira, eu não sou moleque, você está ficando doido, me respeita, sou pai de família, tenho dois filhos e não quero ser exemplo de maldade e de mentira. Você já é velho, conta a verdade pra nação”.

O levantador disse ainda que se estivesse em Parintins no dia em que os kaçauerés (empurradores de alegorias), iniciaram um princípio de incêndio na Cidade Garantido, teria ajudado a tocar fogo.

Por Peta Cid

Veja as declarações de Antônio Andrade:

Veja os vídeos postados por Sebastião Jr.:

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.