Polícia deve fazer a reconstituição dos assassinatos de Bruno Pereira e Dom Phillips até sexta-feira (1º/7)

Fotos: Divulgação

A reconstituição dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips deverá ser realizada até a próxima sexta-feira (1º/7), pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e a Polícia Federal (PF). Vinte pessoas já foram ouvidas durante a investigação, sendo 17 testemunhas e três suspeitos.

Dom e Bruno desapareceram no Vale do Javari, no Amazonas, quando faziam o trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael até a cidade de Atalaia do Norte, no dia 5 deste mês. Os seus restos mortais foram encontrados no dia 15.

Dois suspeitos deverão participar da reconstituição.

Até o momento, oito pessoas são suspeitas de envolvimento nas mortes de Bruno e Dom. Três estão presos (Amarildo da Costa Oliveira, Oseney da Costa Oliveira e Jefferson da Silva Lima) e outros cinco já foram identificados, mas seus nomes não foram divulgados pela polícia.

De acordo com o superintendente da PF no Amazonas, Eduardo Fontes, não está descartado o envolvimento de um mandante no crime.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.