Garantido encena na última noite de Bumbódromo a Utopia Vermelha

Foto: PMS

Utopia Vermelha foi a noite defendida pelo Boi Garantido em sua última apresentação no Bumbódromo de Parintins.

Com um repertório carregado de emoção e a proposta de fazer uma revolução com paixão, arte e criatividade, o Bumbá levou a galera ao delírio com a chegada na arena do levantador de toadas Sebastião Júnior, que foi o último a disputar o item 2, defendido na primeira noite por David Assayag e na segunda por Edilson Santana. A galera correspondeu cantando com ele as mais belas composições do boi Garantido.

O bumbá apresentou como figura típica regional “O Viajante dos Rios da Amazônia” representando os caboclos que singram os rios da Amazônia. A alegoria trouxe uma homenagem ao apresentador Paulinho Faria, que faleceu vítima da Covid 19, trazendo um barco com o seu nome.
No cenário montado que trazia a frase Amazônia do Povo Vermelho, um balão junino veio trazendo do alto a rainha do folclore Edilene Tavares.

A exaltação folclórica O Mamulengo do Folclore Parintinense, que encenou figuras do auto do boi tendo como figura alegórica Alexandrina Monteverde, a dona Xanda, mãe de Lindolfo Monteverde, fundador do Garantido.

Da alegoria surgiu o Boi Garantido, a porta-estandarte Daniela Tapajós e a sinhazinha da fazenda Valentina Coimbra com um belo vestido que exaltava o boi brinquedo de São João.

A lenda Amazônia do Garantido, Teperecique, o Senhor das Águas, mostrava a destruição do povo Ianomâmi, pela ação de atividades mineradoras. A entidade encenou toda a sua ira para defender a floresta e seus povos da devastação e da cobiça. Se as águas são agredidas, os seres também dão a resposta. Nesse contexto um grande jacaré surgiu na alegoria trazendo a
cunhã-poranga Isabele Nogueira.

O Bumbá experimentou momentos de muita emoção e um deles foi a dança do Pajé Adriano Paketá com as tribos vermelhas e homenagem uma faixa erguida pedindo justiça pela morte de Dom Phillips e Bruno Pereira.

O vermelho e branco levou para a arena o ritual Tenharim, que conta o rito da nominação e iniciação de um xamã diante do caos nas aldeias. Ao xamã cabe afugentar os males e resgatar a cunhã mais linda da aldeia.

O Garantido se despediu do Bumbódromo em clima de festa e prometendo levar o título de campeão para a Baixa do São José.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.