Atletas do Santa Etelvina recebem passagens do governo para participar do Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, em SP

Da esquerda para a direita, os atletas Webert dos Santos, Karina Menezes, Jenifer Stone e Vinicius Marinho. Foto: Divulgação/Mauro Neto/Faar

Atletas da academia Norte Gold Team (NGT), do bairro Santa Etelvina, vão representar o Amazonas no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu 2022. Contemplados com passagens aéreas pelo Governo do Estado, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), Vinicius Marinho, Webert dos Santos, Karina Menezes e Jenifer Stone embarcam no domingo (8/5) para Barueri (SP).

Organizada pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ), a competição acontece entre os dias 6 e 15 de maio. O atleta Vinicius Marinho, aspirante a oficial do Exército Brasileiro e faixa roxa, terá um desafio a mais competindo na categoria Super Pesado. O fator preponderante é que Vinicius pertence à categoria Peso Pesado e esta será a primeira vez que o atleta competirá na categoria de cima.

“Estou tratando este momento da minha carreira como um dos meus maiores desafios. Todo atleta entende a diferença de competir em uma categoria diferente, então estou pronto para me testar em uma das principais competições do país e mostrar um alto rendimento para buscar um lugar no pódio”, diz Vinicius.

Para Karina Menezes, faixa marrom que compete na categoria Galo, o primeiro desafio é o corte de peso, processo importante para a competição. “Na vida de um atleta de alto rendimento, nosso campeonato já começa antes mesmo de entrar no tatame, isso é uma responsabilidade que precisamos encarar. Estou animada com a oportunidade que nos foi dada e espero dar o meu melhor para trazer o ouro na bagagem”, afirma Karina.

Faixa preta e líder da equipe Norte Gold Team, Eric Tinoco, mostra-se seguro para a competição e afirma que o objetivo é trazer na bagagem os melhores resultados. “O apoio do governo veio no momento fundamental. Estamos enviando nossos melhores atletas para representar o estado”, conclui.

“Sabemos que o jiu-jitsu é um dos esportes mais praticados no Brasil. Aqui no Amazonas, somos exportadores de talentos, e o trabalho do Governo é fomentar o alto rendimento para que sigamos dando oportunidades a atletas que nos representem em grandes competições e, consequentemente, o estado seja coroado com mais medalhas”, diz Jorge Oliveira, diretor-presidente da Faar.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.