Produtos responsáveis por 76% do faturamento do PIM estão fora do novo decreto, diz secretária de Produtividade

Foto: Divulgação

Em entrevista coletiva para explicar a ampliação de 25% para 35% no corte do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), a secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Marques, afirmou que, em relação aos produtos fabricados na Zona Franca de Manaus, a competitividade foi preservada porque os produtos responsáveis por 76% do faturamento do polo industrial ficaram fora do novo decreto.

“O grupo de produtos da Zona Franca de Manaus segue com redução de 25% do IPI”, explicou.

Entre os itens fabricados na Zona Franca que continuarão com corte de 25% do IPI estão aparelhos de ar-condicionado, aparelhos de barbear, aparelhos de som para automóveis, televisores, artigos de joalheria e outros metais preciosos, bicicletas, consoles e máquinas de videogame, fitas impressoras, fornos de micro-ondas, modems, motocicletas e partes, placas-mãe, preparações não alcoólicas para refrigerantes, receptores e decodificadores integrados, relógios de pulso, smartphones e telefones celulares.

Agência Brasil

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.