Xangai fará lockdown de 9 dias para testar chineses contra a Covid-19

No sábado (26), Xangai registrou seu maior número de casos diários da doença desde que o surto inicial na China regrediu. Foto: Divulgação

O centro financeiro chinês de Xangai informou neste domingo (27) que fará um lockdown na cidade em duas etapas para realizar testes de Covid-19 durante período de nove dias, após ter reportado um novo recorde diário de infecções assintomáticas.

As autoridades disseram que, para o exercício, dividirão Xangai em duas regiões, usando o rio que passa pela cidade, Huangpu, como guia. Os distritos a leste do rio, e alguns a oeste, entrarão em lockdown e serão testados entre 28 de março e 1º de abril. Nas áreas restantes, a medida acontece entre 1º e 5 de abril.

O transporte público nessas áreas será suspenso enquanto estiverem em lockdown, disse o governo da cidade em sua conta oficial do WeChat, acrescentando que veículos não aprovados não serão permitidos nas estradas.

O governo também disse que todas as empresas e fábricas vão suspender a manufatura ou trabalhar de forma remota durante o lockdown, exceto aquelas envolvidas na oferta de serviços públicos ou no fornecimento de alimentos.

“Pedimos ao público que apoie, compreenda e coopere com o trabalho de prevenção e controle da epidemia da cidade e participe dos testes … de maneira ordenada”, acrescentou o governo.

Novo surto

Há quase um mês Xangai tem lutado contra um novo surto de Covid-19 e, no sábado (26), registrou seu maior número de casos diários da doença desde que o surto inicial na China regrediu.

A cidade registrou 2.631 novos casos assintomáticos, que representam quase 60% do total de novos casos assintomáticos na China naquele dia, além de 47 novos casos sintomáticos.

Agência Brasil

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.