Fotografia: mulheres empreendedoras exibem o universo da gastronomia na exposição ‘A Cidade Através da Lente’

A Casa das Artes recebe os visitantes das 16h às 20h, de terça-feira a domingo. Foto: Divulgação/Michael Dantas/Cultura e Economia Criativa

Receitas culinárias, economia criativa e afeto são os temas da exposição “A Cidade Através da Lente”, que está em cartaz até 1º de maio, na Casa das Artes, espaço no Largo de São Sebastião administrado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. A mostra, inaugurada nesta terça-feira (15/3), traz fotografias produzidas por 40 mulheres empreendedoras que participaram de oficinas de fotografia ministradas pela artista e educadora Flávia Mielnik.

A Casa das Artes recebe os visitantes das 16h às 20h, de terça-feira a domingo. O equipamento tem acesso gratuito, sem a necessidade de agendamento, mediante apresentação da carteira de vacinação contra a Covid-19 atualizada.

Com a curadoria da fotógrafa Karina Bacci, do Museu de Arte Moderna de São Paulo, as 75 imagens que integram a exposição mostram doces, pratos típicos amazônicos, panelas, itens afetivos e, sobretudo, o olhar criativo das mulheres que trabalham com a gastronomia na capital manauara.

A mostra, que tem o apoio do Governo do Amazonas, é resultado da oficina de fotografia promovida pela Pink Produções e pela Elo 3, em parceria com o Consulado da Mulher com patrocínio da Whirpool, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Foto: Divulgação/Michael Dantas/Cultura e Economia Criativa

Gessica Nunes é confeiteira e destaca que, graças ao olhar artístico que aprendeu na oficina, agora consegue produzir melhores fotos e transmitir a qualidade de seus doces para seus clientes nas redes sociais.

“Pude parar e ver com outro olhar a fotografia, de vários ângulos, várias texturas. Então impactou muito no meu empreendimento, porque, hoje, eu não consigo tirar só uma foto. Para mim, tem que ser a melhor”, comenta. “Depois que fiz esse curso, melhorei tanto as minhas fotos, que eu tinha em torno de 2 mil seguidores e o meu engajamento subiu para 4 mil.

A artista e educadora Flávia Mielnik conta que, durante a oficina, ensinou as mulheres a trabalhar a iluminação e as técnicas de fotografia para valorizar o trabalho que inicia na cozinha e termina na mesa dos clientes.

“O cuidado com o ângulo, a composição, as texturas, a luz. Como que eu monto a minha cena que preciso, qual a diferença entre a luz natural e uma luz artificial”, explica. “Então, a gente pega emprestado e vai visitar na arte, ferramentas que vão ajudar a gente na vida prática, do dia a dia, vender o melhor o produto, conseguir que o nosso ofício reverbere melhor, que as imagens cheguem melhor aos olhos das outras pessoas, né?”.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.