Amazonas zera internações em leitos de UCI e taxa de ocupação dos leitos clínicos e UTI Covid está abaixo de 20%

Não há pacientes internados em leitos de UCI (Unidades de Cuidados Intermediários) nos 61 municípios do interior.

A taxa de ocupação dos leitos destinados a pacientes com Covid-19 no Amazonas está abaixo de 20%, conforme o painel de monitoramento da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM). Nesta sexta-feira (11/03), há 17 pacientes internados em leitos clínicos no interior, com ocupação em 4%, e não há pacientes internados em leitos de Unidades de Cuidados Intermediários (UCI).

Ao todo, dos 61 municípios do interior do estado, 54 não têm pacientes internados em leitos clínicos por conta do novo coronavírus.

Na capital, dos 133 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados à Covid-19, a taxa de ocupação está em 12%, com 16 internados. Dos 460 leitos clínicos Covid, a taxa de ocupação é de 18%, com 84 internados. No comparativo dos dez primeiros dias de março de 2021 e de 2022 houve redução de 94% nas hospitalizações, passando de 476 em março de 2021 para 25 pacientes internados no mesmo período em 2022.

O secretário de Estado de Saúde, Anoar Samad, destacou a redução na quantidade de hospitalizações em decorrência da Covid-19.

“O número de internações está muito baixo. Tivemos, em janeiro de 2021, em torno de 49 mil casos e um número de internações acima de 12 mil. Em janeiro deste ano, tivemos mais de 112 mil casos e em torno de 600 internações. Portanto, uma redução significativa. A Ômicron mostrou que não tem predileção pelos pulmões, por isso leva a menos casos graves”, informou o secretário.

Internações

Os 54 municípios sem hospitalizações por conta da Covid-19 são: Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Fonte Boa, Jutaí, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Iça, Tabatinga, Carauari, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Alvarães, Japurá, Juruá, Maraã, Uarini, Boca do Acre, Canutama, Tapauá, Anamã, Anori, Beruri, Caapiranga, Manacapuru, Novo Airão, Coari, Codajás, Rio Preto da Eva, São Gabriel da Cachoeira, Santa Isabel do Rio Negro, Barcelos, Autazes, Careiro, Careiro da Várzea, Iranduba, Manaquiri, Nova Olinda do Norte, Apuí, Borba, Humaitá, Manicoré, Novo Aripuanã, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã, Silves, Urucará, Uricurituba, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Maués e Nhamundá.

“Observamos uma redução significativa no número de novos casos, com queda de 62% nos municípios do interior e redução de 43% em Manaus. Em relação aos óbitos, a média móvel é de 2 óbitos por dia, lembrando que permanecemos sem óbito nas últimas 24 horas”, afirmou Tatyana Amorim, diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.