Prefeitura inicia 2ª edição da campanha ‘Manaus por Elas’ com atividades na praça da Matriz

Ao longo deste mês serão realizadas atividades voltadas ao empreendedorismo, saúde da mulher, combate à violência, entre outros assuntos ligados ao universo feminino. Foto: Divulgação/Antônio Pereira/Semcom

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), articulada com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), iniciou a campanha “Manaus por Elas”, em alusão ao Mês da Mulher, nesta terça-feira (8/3), na praça da Matriz, Centro. Ao longo do mês serão realizadas diversas ações e atividades voltadas ao empreendedorismo, saúde da mulher, combate à violência, entre outros assuntos ligados ao universo feminino.

“Temos buscado trabalhar sempre levantando diversas políticas como os direitos humanos, a assistência social e, principalmente, as lutas e as bandeiras das mulheres. São várias situações que precisamos refletir como a discriminação de gênero, a desigualdade salarial e a pequena participação das mulheres nos principais postos de trabalho. Então, quando realizamos uma ação como essa, estamos abrindo espaço para que as mulheres possam apresentar seus trabalhos e, ao mesmo tempo, queremos sensibilizar todas as pessoas no sentido de que a luta da mulher ainda é grande”, disse a secretária da Semasc, Jane Mara Moraes.

As atividades iniciaram com a “Feira para Mulheres Empreendedoras”, com a participação de mulheres atendidas pelo Centro de Referência dos Direitos da Mulher (CRDM), da Semasc, e de mulheres indígenas venezuelanas warao, acolhidas nos abrigos institucionais da prefeitura.

“A campanha Manaus por Elas está na sua segunda edição. Nós temos o dever de dizer que o dia 8 de março é o dia internacional de luta pelos direitos da mulher. Ele tem um significado ímpar. Continuamos lutando pela igualdade de direitos e, mais do que nunca, precisamos vencer a violência doméstica, familiar e, consequentemente, o feminicídio”, afirmou a subsecretária de Políticas Afirmativas para Mulheres e Direitos Humanos, Graça Prola.

A ação também contou com o apoio de organizações internacionais como o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) que aproveitou a oportunidade para mostrar as suas iniciativas em Manaus.

“Somos um parceiro da Prefeitura de Manaus e estaremos prestigiando todos os eventos, não só neste mês de março, mas ao longo de todo o ano”, informou a assistente sênior de Proteção do Acnur, Juliana Serra.

Foto: Divulgação/Antônio Pereira/Semcom

Para Jucineis Lopes, uma das vendedoras da feira, foi a oportunidade de garantir uma renda extra nessa data especial. “Hoje é um dia muito importante para mim, como artesã e empreendedora. Fiz vários cursos por meio da secretaria e, poder chegar aqui para mostrar e vender o que eu aprendi, é uma realização. Quero deixar minha homenagem a todas as mulheres e a mensagem de que busquem ajuda quando for necessário, que não desistam, não tenham vergonha”, concluiu.

Iluminação

Durante a noite, a sede da Semasc ganhou a iluminação lilás em alusão ao Dia Internacional da Mulher, marcando a luta histórica das mulheres contra a desigualdade e a violência, assim como, também, tem o objetivo de reforçar a mensagem da importância da prevenção ao câncer de colo do útero, que registra maior incidência entre as mulheres amazonenses. Fizeram parte da programação o cordelista Gui Cordel, que apresentou um texto sobre violência contra a mulher e a distribuição de rosas para as servidoras da Semasc.

Programação

Durante o mês de março, a Semasc irá realizar outras ações como oficinas, palestras e rodas de conversa nos centros de Referência de Assistência Social (Cras), de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e cozinhas comunitárias, certificação em curso técnico, oficinas, além de atendimento jurídico e psicossocial nas áreas urbana e ribeirinha.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.