Em operação contra garimpo, balsas são queimadas no rio Madeira

Em operação contra garimpo, balsas são queimadas no rio Madeira

Trinta e uma balsas usadas por garimpeiros ilegais foram queimadas no rio Madeira, neste sábado (27), durante operação contra exploração ilegal de ouro na região. As embarcações estavam abandonadas no rio, e apenas um homem foi encontrado e preso.

Porções de ouro e mercúrio foram apreendidas. A ação foi realizada por agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Polícia Federal (PF).

Nas últimas semanas, centenas de balsas e dragas atracaram em um único ponto do rio Madeira, para exploração em massa de ouro. Os garimpeiros se dispersam do local na sexta-feira (26), mas alguns continuaram operando de forma ilegal.

Os garimpeiros começaram a se dispersar na quinta-feira (25), e desfizeram a vila flutuante na sexta-feira (26), após as imagens repercutirem na imprensa e o governo prometer uma ação de combate ao garimpo ilegal.

O ativista do Greenpeace Brasil, Danicley Aguiar, afirma que essa dispersão faz parte de uma estratégia dos garimpeiros para dificultar a fiscalização.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.