Monitoramento da Covid-19 em escolas registra 414 notificações no AM desde janeiro

Notificações são realizadas pelos gestores dos municípios e investigadas pela FVS-RCP.

O monitoramento da Covid-19 em escolas no Amazonas registra 414 notificações de casos suspeitos da infecção de janeiro a 21 de novembro deste ano. As notificações são realizadas por gestores de escolas dos municípios, e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) investiga os dados informados.

A estratégia, denominada “Vigilância Ativa nas Escolas”, abrange um sistema de vigilância em tempo real, pela busca ativa permanente de casos suspeitos ou confirmados (por testes de detecção de Covid-19) de síndromes respiratórias, incluindo a Covid-19, na comunidade escolar.

O controle nas escolas está centrado em um ponto focal de vigilância na pessoa do gestor da unidade e em profissionais da própria escola, capacitados pela FVS-RCP em técnicas de vigilância epidemiológica da Covid-19 e que atuam diuturnamente como sentinelas, monitorando a comunidade escolar.

Das 414 notificações, 230 casos são registrados por escolas da rede privada de Manaus, 91 são da rede pública de ensino também da capital e 93 casos da rede pública de educação do interior do estado.

Foram detectados 104 (25%) casos confirmados como casos de Covid-19 por meio de exames de detecção do novo coronavírus, e os outros 310 (75%) foram descartados. Dos 104 casos confirmados, 44 foram da rede privada, 35 da rede pública de Manaus, e os demais 25 da rede pública do interior.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca que, em todos os casos investigados, o aluno ou profissional de educação são afastados para realização de monitoramento e rastreio dos que tiveram contato com o caso confirmado.

“A escola notifica e afasta imediatamente quem está positivo ou mesmo sintomático. Concomitantemente, a FVS inicia a testagem do caso e o rastreio entre os familiares e contatos próximos, orientando as pessoas com o objetivo de evitar que haja transmissão do novo coronavírus e outras pessoas sejam contaminadas”, destaca Tatyana.

As investigações ocorrem sob a coordenação do Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde do Amazonas (Cievs/FVS-RCP) que, além das notificações realizadas pelas gestões municipais de educação, também atuam no rastreio de relatos de casos confirmados em diferentes fontes de informação.

“Há investigação de casos relatados em redes sociais, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, que são os rumores. No entanto, esses rumores foram notificados também pelas escolas e, portanto, contabilizados e investigados”, informa Josielen Amorim, coordenadora do CIEVS/FVS-RCP.

A também integrante do Cievs/FVS-RCP, Raquel Oliveira, acrescenta que o monitoramento é importante para que as aulas presenciais permaneçam ocorrendo. “Mantendo essa estratégia, buscamos ter as escolas com portas abertas e manter a vigilância nas unidades”, disse.

Vigilância

A Vigilância Ativa nas Escolas abrange um sistema de busca ativa permanente de casos suspeitos ou confirmados de síndromes respiratórias, incluindo a Covid-19.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.