Ufam lança guia mostrando onde achar pesquisadores da instituição como fontes de informação científica

O “Guia de Fontes” da Ufam será constantemente atualizado para atender às principais demandas por conhecimento científico confiável e regional. Reprodução

A Assessoria de Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) preparou a primeira edição do “Guia de Fontes” da instituição. O objetivo é informar à imprensa e à sociedade em geral sobre as especialidades dos pesquisadores da instituição. A publicação facilita o trabalho dos profissionais de veículos de comunicação ao disponibilizar as principais informações sobre áreas, linhas de pesquisas e contatos dos professores e pesquisadores da comunidade acadêmica da Ufam.

O guia completo pode ser acessado aqui ou na aba área da imprensa do site da Ufam.

A base de dados utilizada foi a plataforma Lattes e, de acordo com a assessora de comunicação, jornalista Ana Carla dos Santos Souza, o guia serve como fonte na produção de conteúdo de referência e tem a proposta de ser constantemente atualizado para atender às principais demandas por conhecimento científico confiável e regional.

“Este é o primeiro ‘Guia de Fontes’ da Universidade, resultado de coleta e organização por parte da equipe da Assessoria de Comunicação da Ufam. O guia é um instrumento que ajudará sobremaneira profissionais de veículos de comunicação, os quais buscam por fontes qualificadas para suas reportagens e também pesquisadores, que se aproximam de seus pares, em iniciativas científicas correlatas. Além de apresentar o Guia de Fontes na versão online, pretendemos otimizar o acesso ao conteúdo, possibilitando, inclusive, o contato célere com o pesquisador”, enfatizou.

Integração

A iniciativa faz parte das ações da Ufam na promoção de conteúdo de qualidade, baseado em divulgação científica e transparência acadêmica. Segundo a docente Taciana de Carvalho Coutinho, ligada ao Instituto de Natureza e Cultura (INC/Ufam), localizado em Benjamin Constant, o guia de fontes torna-se relevante na comunicação e integração de professores/pesquisadores da capital e interior.

“É interessante pensar que muitas vezes os pesquisadores não têm contatos para ações específicas de campo por falta de informações sobre quem está naquela determinada região. Atualmente, recebemos muitos pesquisadores nacionais e internacionais que desconhecem sobre as instituições de pesquisa da região do Alto Solimões e isso é preocupante porque são pesquisadores que vêm realizar algo que na maioria das vezes já estamos realizando aqui. O ‘Guia de Fontes’ pode aproximar essas distâncias, entre os diálogos institucionais, para a melhoria no âmbito das informações geradas por cientistas que não são da região, mas escrevem e estudam a localidade. Aqui, no Alto Solimões, estamos iniciando a organização de trabalhos de pesquisas em diferentes áreas afins e que, em parceria com demais pesquisadores, podem gerar informações relevantes, corretas e acima de tudo trazendo a verdade local da pesquisa conjunta de pesquisadores que vivem na região”, finalizou.

Como pesquisar?

1) Encontre sua fonte rapidamente usando o comando “Localizar”: Pressione CTRL+F (Windows) ou CMD+F (Mac Os). A caixa de diálogo Pesquisar será aberta.

2) Digite o texto de pesquisa na caixa.

3) Pressione ENTER

O Contato

Pode ser feito via e-mail ou telefone institucional;

Onde estão os pesquisadores?

Capital (Setor Norte): Faculdade de Artes – Faartes; Faculdade de Educação – Faced; Faculdade de Direito – FD; Faculdade de Estudos Sociais – FES; Faculdade de Informação e Comunicação – Fic; Faculdade de Letras – Flet; Faculdade de Tecnologia – FT; Instituto de Ciências Exatas – ICE; Instituto de Computação – Icomp; Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais – IFCHS

Unidades de Pesquisa (Setor Norte): Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologia Eletrônica e da Informação – Ceteli; Centro de Desenvolvimento Energético Amazônico – Cdeam; Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação – Propesp; Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica – Protec; Instituto de Ciências Exatas – ICE; Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais – IFCHS; Instituto de Computação – Icomp; Faculdade de Direito – FD; Faculdade de Estudos Sociais – Fes; Faculdade de Educação – Faced; Faculdade de Tecnologia – FT; Faculdade de Informação e Comunicação – Fic; Faculdade de Artes – Faartes; Faculdade de Letras – Flet; Centro de Apoio Multidisciplinar – Cam.

Manaus (Setor Sul): Faculdade de Psicologia – Fapsi; Faculdade de Ciências Farmacêuticas – FCF; Faculdade de Educação Física e Fisioterapia – Feff; Instituto de Ciências Biológicas – ICB; Faculdade de Ciências Agrárias – FCA
Unidades de Pesquisa (Setor Sul): Centro de Pesquisa e Produção de Medicamentos do Amazonas – Cepram; Centro de Apoio Multidisciplinar – Cam; Centro de Ciências do Ambiente; Instituto de Ciências Biológicas – ICB; Faculdade de Ciências Agrárias – FCA; Faculdade de Ciências Farmacêuticas – FCF; Faculdade de Educação Física e Fisioterapia – Feff; Faculdade de Psicologia – Fapsi.

Unidades fora da sede:

Benjamin Constant: Instituto de Natureza e Cultura – INC/Campus do Alto Solimões

Coari: Instituto de Saúde e Biotecnologia – ISB

Humaitá: Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente – IEAA/ Campus do Pólo Vale do Rio Madeira

Parintins: Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia – Icsez

Unidades de pesquisa fora da sede

Fazenda Experimental; Museu Amazônico; Escola de Enfermagem de Manaus – EEM; Faculdade de Medicina – FM; Faculdade de Odontologia – FAO; Instituto de Natureza e Cultura – INC (Benjamin Constant); Instituto de Saúde e Biotecnologia – ISB (Coari); Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente – IEAA (Humaitá); Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia – ICSEZ (Parintins); Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia – ICET (Itacoatiara)

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.