Balcão Virtual auxilia no atendimento ao jurisdicionado do TJAM

Balcão Virtual auxilia no atendimento ao jurisdicionado do TJAM

Balcão Virtual auxilia no atendimento ao jurisdicionado do TJAM. Foto: Arquivo

As unidades judiciárias e administrativas do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) têm utilizado desde fevereiro deste ano a ferramenta Balcão Virtual, como mais um canal para atendimento ao público externo, enquanto as atividades presenciais não são plenamente retomadas em decorrência do quadro de pandemia da covid-19. A plataforma permite o atendimento remoto e personalizado ao usuário, por meio de chamada de vídeo a partir de um link disponibilizado por cada unidade e que pode ser acessado através do ícone “Lista Telefônica”, no portal do TJAM.

No último dia 12 de maio, o projeto do Balcão Virtual do Tribunal recebeu elogios de internauta: “O TJAM ‘tá’ dando aula com os balcões virtuais”, frisou, em mensagem publicada nas redes sociais da instituição, chegando a mencionar a dificuldade de comunicação com órgãos de outros Estados por não oferecerem a mesma ferramenta e concluiu parabenizando a iniciativa da Corte amazonense.

Balcão Virtual

Na 5.ª Vara Criminal da Comarca de Manaus, o diretor Aldeir Mendonça dos Santos explicou que os servidores se revezam em sistema de escala para atendimento ao público desde que a plataforma passou a funcionar. “A procura maior é feita pelos advogados das partes. Como na 5.ª Vara Criminal também temos o atendimento pelo aplicativo WhatsApp, a procura fica dividida entre o Balcão Virtual e o aplicativo, mas o importante é que podemos dar retorno a todas as demandas”, disse o diretor.

O juiz titular da 10.ª Vara Criminal da capital, Aldrin Henrique de Castro Rodrigues, destacou a importância da ferramenta como instrumento para aproximar juízes, juízas, servidores e servidoras do público externo, agilizando as diligências, informações e resultados, sobretudo, evitando a paralisação do andamento de processos em tempos de pandemia. “Esses novos meios de comunicação como o Balcão Virtual, WhatsApp ou e-mail são ferramentas revolucionárias e deverão permanecer, independente do retorno às atividades presenciais, tamanho o êxito para o aprimoramento da prestação jurisdicional adequada e eficiente”, comentou o magistrado.

Na 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, além do Balcão Virtual, os atendimentos ao público externo também são feitos pelo WhatsApp e e-mail, sendo que a procura maior pelo Balcão Virtual é por parte dos advogados. “O WhatsApp é mais procurado pelas partes, principalmente os advogados, e o e-mail por ambos. Fizemos um revezamento para o atendimento, com a participação de um servidor e dois estagiários. Quando o pedido é para falar com os juízes, agendamos e tem dado muito certo. Também atendemos por ligações telefônicas”, contou a diretora da unidade, Socorro Leandro.

Interior

O Balcão Virtual também tem auxiliado no contato com as unidades do interior do Amazonas. Na 2.ª Vara da Comarca de Tabatinga (distante 1.105 quilômetros de Manaus), a juíza titular Bárbara Marinho explica que o Balcão Virtual tem sido um canal importante de comunicação, principalmente para advogados que não residem na comarca.

“Os advogados de fora da comarca têm se utilizado bastante dessa ferramenta para conversar com o magistrado. Em Tabatinga, o advogado entra em contato por intermédio do número de celular funcional da Vara e, quando precisa falar com o juiz, é marcado um horário e os servidores repassam por essa via de atendimento. No dia e horário, eu atendo por meio do Balcão Virtual”, contou a magistrada.

Atendimento remoto

No Tribunal de Justiça do Amazonas, o Balcão Virtual passou a operar a partir de fevereiro deste ano para o atendimento remoto direto e imediato aos usuários dos serviços da Justiça, após a publicação da Portaria n.º 337/2021, assinada pelo presidente da Corte, desembargador Domingos Chalub, seguindo também a Resolução n.º 372/2021, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.