Após relatos de odor, Cigás faz avaliação técnica na Rede de Distribuição de Gás Natural

Técnicos foram até os locais onde há rede de gasodutos da concessionária e não identificaram nenhum problema. Foto: Divulgação

A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) realizou avaliações técnicas complementares em sua Rede de Distribuição de Gás Natural (RDGN), durante esta semana, e auferiu a integridade da infraestrutura. A medida foi adotada pela companhia após a identificação de relatos de pessoas sobre a ocorrência de forte odor nas imediações de condomínios residenciais dos bairros Flores, Adrianópolis, Parque Dez, Nossa Senhora das Graças, Parque das Laranjeiras, Cidade Nova e Tarumã.

Técnicos da Cigás foram até os locais onde há rede de gasodutos da concessionária, munidos de detectores de gás, não identificando nenhum problema relacionado à operação de distribuição de gás natural. A rede de distribuição da concessionária já alcança 152 quilômetros de extensão.

Mais leve que o ar

Como forma de buscar esclarecer a origem do forte odor, a companhia acionou órgãos ambientais solicitando a averiguação dos fatos. A Cigás alerta a população que o gás natural é mais leve que o ar e, portanto, em caso de possível vazamento, o insumo se dissipa rapidamente na atmosfera, o que reduz significativamente os riscos e evita a propagação de odor.

De acordo com o gerente de Operações da Companhia, Ricardo Ciraulo, para que o odor de gás natural seja percebido no raio de quilômetros, é necessário que seja liberada uma quantidade muito grande de gás para atmosfera, causando um ruído tão intenso que não passaria despercebido e seria logo detectado.

Todos os processos, envolvendo o serviço de distribuição e comercialização de gás natural da Cigás são fiscalizados pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam).

Serviço baseia-se em normas da ABNT

O serviço essencial prestado pela concessionária de distribuição de gás natural baseia-se em normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), para a instalação de novas redes de distribuição e o aproveitamento da rede existente dos clientes residenciais. Tais normas estabelecem os requisitos mínimos exigíveis para o projeto, execução e inspeção de redes de distribuição interna para gases combustíveis e para a instalação de aparelhos a gás em áreas residenciais.

Antes de iniciar o fornecimento de gás natural a clientes, a Cigás realiza detalhada inspeção da rede existente de modo a verificar se a mesma está apta, conforme as exigências das referidas normas, que preveem desde dispositivos de segurança, ensaio de estanqueidade e ventilação de ambiente.

Monitoramento 24 horas

A Cigás conta com um Centro de Controle Operacional (CCO) para monitoramento e supervisão da RDGN, o qual pode ser acionado 24 horas por dia, todos os dias, inclusive fins de semana e feriados. Conta ainda com Serviço de Atendimento ao Cliente por meio do 117.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.