Prisão de 14 evita nova chacina entre facções; grupo tinha 10 armas

Prisão de 14 evita nova chacina entre facções; grupo tinha 10 armas

Prisão de 14 evita nova chacina entre facções; grupo tinha 10 armas. Foto: Divulgação

Um bando formado por 14 pessoas, acusadas de pertencer a facção criminosa Comando Vermelho (CV), foi preso por policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), durante a operação “Radar”, na rua Panamá, no Nova Cidade.

A partir de denúncia anônima feita pelo WhatsApp da Rocam, os policiais chegaram até o grupo, que teria como objetivo promover um ataque aos rivais da Família do Norte (FDN). Durante a ação foram apreendidos carros e 10 armas de fogo.

Prisão

Segundo a polícia, com a quadrilha presa foi evitada, possivelmente, mais uma chacina na capital, na guerra entre as facções.

Foram presos Leonardo de Souza Sabino, 18, que tem passagem por roubo e porte arma; Wanderley da Silva Santos Junior, 18 (tráfico); Vitor Ozandi Soares Douzane, 18; Wallace Gabriel Lucena da Silva, 20 (tráfico); Ransci da Costa Furtuoso, 29, vulgo “Nego Azul”, (roubo); Williams Roger da Rocha Veiga, 37, o “Maik do Mutirão” (associação, tráfico e porte de armas); Jefferson da Silva Moldes, 29, (roubo e porte de arma); Daniel Luiz Fonseca, 26 (roubo); Sara Regina da Silva Cintra, 29; Ezequiel Anunciação de Souza, 29 (posse de arma); Elizeu Anunciação de Souza, 24 (furto); Wellisom dos Santos Albarado, 23 (porte de arma); Aguison Michel Santana, 31 (roubo e lesão corporal); e Renan Morais de Lima, 18 (homicídio e roubo).

Zona Norte

Segundo a denúncia recebida, o grupo estava se preparando, armado, para realizar ataques na cidade, em pontos para controlar o tráfico de drogas. Em patrulhamento, as viaturas da Rocam abordaram um Gol preto, placas JWU-8121, que havia sido denunciado como de propriedade dos líderes.

Na abordagem, os PMs localizaram dois conhecidos no mundo do crime como “Maik” e “Nego Azul”, Durante revista foram encontradas armas no veículo.

Crime organizado

Com o desdobramento das diligências, os dois detidos levaram a polícia até a rua Panamá, onde o resto do grupo estava reunido. A ideia era que o bando promovesse ataques na zona Norte. Todos foram conduzidos à Delegacia Especializada em Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Um arsenal foi apreendido, incluindo 10 munições 9mm; 168 munições de .40; uma pistola Taurus PT940, com 14 munições; uma pistola Taurus PT100,.40, numeração suprimida, com carregador com 12 munições; uma Glock, cal.40, com carregador com 15 munições; uma pistola Taurus PT100, cal.40, com 14 munições; uma pistola Taurus, PT100, cal.40, com 13 munições; uma pistola Taurus, cal.9mm, com 16 munições; uma pistola CZP-09, com 20 munições; uma pistola Taurus cal.40, com 13 munições; uma pistola Taurus, cal.40, com 11 munições; e um revólver, cal.38, com 3 munições.

Além das armas e munições foram apreendidos o Gol, um tablete de maconha, quatro rádios comunicadores; e uma tornozeleira eletrônica rompida.

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *