EXCLUSIVO Bolsonaro vem a Manaus em abril. Confirmação foi dada ao superintendente da Suframa

O superintendente da Suframa, coronel Alfredo Menezes, participou de diversas reuniões nesta quarta-feira, em Brasília, culminando no gabinete do presidente Jair Bolsonaro. Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro vem a Manaus em abril, após visitar Israel. Ele aceitou o convite do coronel Alfredo Menezes, em reunião de 40 minutos, nesta Quarta-feira de Cinzas (06/02).

A vinda de Bolsonaro será a primeira de presidente promovida pela Suframa, após o desprestígio do órgão nos últimos anos. “O presidente quer agradecer os votos amazonenses porque não veio na campanha. E quer conhecer o Polo Industrial de Manaus (PIM), disse o superintendente.

O presidente visitará duas fábricas e dará entrevista coletiva no auditório da Suframa.
A confirmação tem várias implicações. O principal aspecto diz respeito à análise do Processo Produtivo Básico (PPB) de indústrias em instalação na Zona Franca. Hoje essa etapa é toda feita em Brasília. O novo superintendente quer transferir para Manaus. “Tudo bem que a decisão final seja de Brasília. Mas queremos garantir que a burocracia não passe de seis meses. Hoje tem até passado de dois anos. Nesse intervalo, o processo produtivo muda, com a velocidade global, e a indústria perde competitividade“, tem repetido Menezes.

O superintendente, que tem intimidade com vários integrantes da cúpula de Brasília, também quer flexibilizar o contingenciamento da arrecadação da Suframa. São mais de R$ 600 milhões que o órgão arrecada em taxas, anualmente, e são confiscados pelo Tesouro Nacional.

Outros temas são o uso da verba bilionária de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e o funcionamento do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA). O Amazonas tem assistido, impotente, ao travamento de ambos, desde a década de 1990.

A vinda do Presidente da República abre espaço para discutir todas essas questões. O coronel Alfredo Menezes apenas confirmou a reunião com Bolsonaro. “Foi muito positiva. Ele vai a Manaus”. Mas não quis adiantar maiores detalhes, como a data exata da vinda do presidente.

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *