Presos são acusados de estupro e tentativa de assassinato com requinte de crueldade por cargo em Manaquiri

Foto: Divulgação

Diego dos Santos Marreiro e Maria Mara da Silva Oliveira, ambos de 46 anos, foram presos na noite desta quinta-feira (9), acusados de serem os autores do estupro e tentativa de homicídio da jovem Brenda de Souza Guimarães, 24.

O crime aconteceu na última quarta-feira, comunidade do Italiano, interior do município de Manaquiri, distante 156 quilômetros de Manaus. Os acusado também foram presos no município.

Conforme informações da Polícia Militar da região, Maria Mara teria contratado Diego dos Santos pela quantia de 2 mil reais para matar a vítima.

No mesmo dia em que foi contratado, Diego resolveu cometer o crime e informou a mandante. Ambos foram para o local do crime, uma parte estreita do lago do italiano, onde a vítima passava rotineiramente realizando os atendimentos aos ribeirinhos daquela comunidade.

O autor então posicionou sua canoa na passagem fazendo com que a vítima parasse. Armado com uma faca, ele rendeu a vítima, amarrou e a estuprou. Posteriormente jogou a mesma no rio, com pés e mãos amarradas e ainda deferiu alguns golpes com o remo.

Em depoimento, Brenda contou que após Diego joga-la no rio, ele disse que não iria terminar o serviço, ele deixaria para as piranhas e em seguida foi embora. Mara acompanhou toda ação criminosa de perto.

Foi então que a jovem conseguiu se soltar e nadou até uma árvore, onde ficou apoiada por aproximadamente 5h, até ser encontrada e resgatado pelo marido.

Motivação

Foto: Divulgação

Mara, a mandante do crime, contou que trabalhava como Atendente Comunitária de Saúde, em cargo comissionado pela prefeitura. A vítima como era concursada, acabou assumindo a função que era exercida por Mara.

Após ter ficado desemprega, a mandante começou uma espécie de perseguição contra a Brenda. Ela chegou a fazer falsas denuncias da vítima na prefeitura do município, afim que ela perdesse o cargo. Como não conseguiu, ela tramou o Homicídio.

Os acusados foram localizados e presos pela polícia. Eles irão responder por tentativa de homicídio. Diego também será autuado por estupro. Após os procedimentos, serão conduzidos audiência de custódia.

Revoltados, moradores da comunidade do Italiano chegaram a tocar fogo na casa de Diego.

Reportagem: David Batista

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *