Com massacre entre facções, Manaus pode bater recorde de homicídios em julho e passar de 100 mortos

Homicídios em Manaus aumentam por conta de briga entre facções

Em um dos homicídios, o homem que apareceu no Bariri, sem cabeça, estava em vídeo com seus executores. Foto: Reprodução

Com a sequência de mortes registradas desde quinta-feira (19), corpos esquartejados e decapitados, numa clara prova da guerra pelo comando do tráfico de drogas e mostra de força das facções criminosas Comando Vermelho (CV) e Família do Norte (FDN), Manaus segue em ritmo de bater o recorde de 103 homicídios registrados na capital em junho.

Segundo fontes da polícia, ouvidas pelo Portal Marcos Santos, até este sábado (21), o número pode passar de uma centena. Conforme o Painel de Indicador de Acompanhamento de Homicídios Diários do Centro de Comunicações Operacionais da Polícia Militar (Cecopom), oficialmente até o dia 20 foram registrados 64 assassinatos.

Mortes violentas

Desde quinta, a cidade teve mais mortes violentas, ainda não contabilizadas, como do empresário de segurança patrimonial que foi executado em seu carro, com tiro de fuzil; do traficante “Pitbull”, onde uma criança ficou ferida; além do corpo esquartejado dentro de uma mala, e mais dois homens, até o momento não identificados, decapitados.

Até o mês de maio, Manaus registrava 74 homicídios. Em junho foram 103, o que somados desde o início do ano passam de 450 homicídios. Para a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) as mortes tem ligação com a fuga de detentos de unidades prisionais e da guerra entre CV e FDN.

Salves

E em vários “salves” das organizações criminosas, cada uma a seu estilo mostra preparativos para uma guerra sangrenta, um verdadeiro massacre velado. As mortes vão além de simples homicídios, são violentas e cruéis.

Bilhete encontrado em cima da mala manda recado com ameaça de morte a Luciano, filho de Zé Roberto, e Batoré. “Formiguinha” foi esquartejado. Foto: Divulgação

Cadela Honda localiza corpo enterrado em local conhecido como “Buracão” Foto: Divulgação

Veja também
1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Eu disse:

    Meu Deus cadê a força Nacional p invadi esse lugar é acabar com isso , exército, todas as forças do planeta nesse lugar passaram dos limites.