Quarta-feira, 20 de junho de 2018

Recepcionista do Barolo teria morrido após tiroteio em forró, promovido pelo namorado dela, no Alvorada

Recepcionista do Barolo teria morrido após tiroteio em forró

Recepcionista do Barolo teria morrido após tiroteio em forró, no Alvorada, no qual o traficante Carlinhos, namorado dela, teria se envolvido

Tiroteio, ocorrido em forró localizado no Alvorada 1, pode ter sido o estopim da morte de Bruna Freitas Rodrigues, 23. A recepcionista do restaurante Barolo teria brigado com o namorado, foragido da Justiça, Carlos Alberto Soares dos Reis, o Carlinhos. Ele tem mandado de prisão em aberto por suspeita de homicídio. A informação é de uma fonte policial do portal.

Há duas versões sobre como o tiroteio ocorreu. O fato aconteceu na noite de sábado para domingo (20/05).

Carlinhos, furioso, sai da casa de dança atirando nos carros estacionados em frente. Ou ele teria se desentendido, dentro do forró, com integrantes de grupo rival.

A notícia do tiroteio se espalhou e acabou por revelar o paradeiro de Carlinhos. O grupo de Alexsandro Oliveira dos Santos, 32, o Sandrinho, perseguiu o casal, que saiu cada um em seu carro. Participante da fuga do Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM 2), Sandrinho havia prometido matar Carlinhos.

Sandrinho pertence ao Comando Vermelho (CV) e segue Gelson Carnaúba, o Mano G. Carlinhos é da Família do Norte (FDN) e segue João Pinto Carioca, o João Branco. As duas facções criminosas estão envolvidas numa sangrenta disputa por pontos de distribuição de drogas.

 

Fuga, captura, telefonema e execução

Bruna teria fugido num carro modelo Celta. A primeira versão é de que foi perseguida e feita refém por comparsas de Sandrinho. O grupo teria telefonado para Carlinhos, pedindo que se entregasse. Como ele se negou, a namorada foi morta.

A outra versão é de que foi o próprio Carlinhos que, enciumado por ter flagrado traição, teria mandado matá-la. Nesse segundo caso, Frednilson Souza Ribeiro, o “Lágrima”, seria o executor da recepcionista.

A polícia trabalha com essas hipóteses para elucidar o crime. “Há uma expectativa grande de que Carlinhos seja preso a qualquer momento. Ele tem um mandado em aberto, por suspeita de homicídio. A gente pode trazê-lo para a cadeia e esclarecer a morte da Bruna”, disse uma fonte policial.

Veja também

Cetam divulga resultado final da Seleção de instrutores do Pronatec Os candidatos classificados devem agora comparecer para a Capacitação Pedagógica. Foto: Arquivo O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), por meio da Comissão Permanente de Concursos (Copec), divulga o Resultado Final da Seleção de instrutores do Programa Nacio...
Quatro juízes são promovidos para capital, por merecimento e antiguidade Quatro juízes são promovidos para capital, dois por merecimento e dois por antiguidade. Eles chegam à 2ª e última entrância da magistratura amazonense. Cid da Veiga Soares Júnior (na foto comandando audiência pública sobre pesca esportiva) troca Autazes por Manaus Os juí...
Presos na Operação Incautos usavam nome da Esbam no interior para enganar alunos desavisados Presos na Operação Incautos usavam nome da Esbam no interior e conseguiam arregimentar alunos para cursos sem autorização do MEC. Instituição está sob intervenção judicial A disputa pelo comando da Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam) levou à Operação Incautos. Fo...
Zona Franca tem dia decisivo na Comissão de Constituição e Justiça do Senado O senador Omar Aziz disse que a Receita Federal apunhalou a Zona Franca, um modelo que serve de exemplo para o controle do desmatamento na Amazônia. Foto: Divulgação A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado decide nesta quarta-feira (20/06) se os decretos leg...
Tio Patinhas, número 1 do Comando em Manaus, atuava como empresário e vivia com luxo em Pernambuco Tio Patinhas é relacionado a diversos homicídios, crimes de execução e tráfico de drogas em Manaus. Fotos: Divulgação SSP-AM Identificado como o número 1 da facção criminosa Comando Vermelho (CV), o narcotraficante Clemilson dos Santos Farias, 40, Tio Patinhas, foi apres...

2 comentários para “Recepcionista do Barolo teria morrido após tiroteio em forró, promovido pelo namorado dela, no Alvorada

  1. Mila disse:

    Porque você despersonalizou a Bruna? Recepcionista do Barollo era a função que ela exercia e de uma maneira muito digna.
    A Bruna foi sequestrada e assassinada de maneira covarde. Ela tem nome. Merece a consideração de qualquer pessoa.
    Associar a função q ela exercia ao nome de um restaurante famoso é leviandade.

    1. Marcos Santos disse:

      Mila, boa tarde.
      Tem nada disso. O portal tem filtrado ao máximo versões e boatos sobre a morte de Bruna Rodrigues. Um olhar menos apaixonado verá que estamos procurando o melhor foco na cobertura. Achar que caracterizá-la como funcionária do Barolo traz algum desmerecimento, aí sim!, soa discriminatório. Ela trabalhava lá e era conhecida e admirada no trabalho. Quanto ao mais, pêsames a você e à família. Obrigado pela atenção. O portal torce para que este caso seja esclarecido o mais rapidamente possível.

      PS: Temos vasto material sobre o tema. É justamente o cuidado na apuração que nos impede de publicar isso, antes da devida checagem.

      Obrigado por nos acompanhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook