O risco no ato da FDN

O risco no ato da FDN

O risco no ato da FDN, artigo de Daniel Sales, se refere à manifestação ocorrida nesta quarta (09/04), em frente ao Fórum Henoch Reis, pedindo a volta para Manaus de Zé Roberto e João Branco, líderes da facção criminosa

Por mais de uma vez, em minhas palestras falei que, neste caminhar dos acontecimentos, em algumas décadas um traficante, ou vários deles (líderes) negociariam, nas mesas governamentais, as diretrizes politico- sociais da população. Por mais que muitos ouvintes discordassem, ou, no mínimo, achassem um exagero de minha parte.

Creio eu que isso não está muito longe em ocorrer.

A Constituição de 1988 é “Cidadã” em demasia e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) é uma via de mão dupla e altamente benéfico à bandidagem desde tenra idade.

Daniel Sales

Daniel Sales

* Daniel Sales é pesquisador cultural.

Veja também
1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Edilson disse:

    Não há nenhum exagero amigo,o crime hoje é organizado e tem em sua defesa não só familiares e comunitários que são seduzidos por doações e favores,mas por seus braços políticos,a esquerda com sua politica de direitos humanos e a defesa de uma visão do marginal como vitima da sociedade, tem contribuído para tal cituação, além disso os criminosos sabem que para futuras defesas é necessário contaminar todo o sistema, com isso corrompem funcionários públicos ate de alto escalão e agora ao que parece financiam campanhas politicas, haja visto fazem leis para beneficiar bandidos .