Quarta-feira, 23 de maio de 2018

Comércio é interditado com 2 mil kg de fatiados com prazo de validade vencido

Comércio interditado por vender produtos vencidos

Além dos 2 mil kg de fatiados com prazo vencido, a temperatura da câmara frigorífica estava inadequada para a conservação dos produtos e alguns estavam expostos à temperatura ambiente. Fotos: Divulgação

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), órgão integrante do Sistema Sepror, em ação conjunta com a Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), interditou, nesta segunda-feira (12), a Distribuidora Burguesia, no bairro São José Operário, zona Leste, por fraude em produtos de origem animal.

Durante a operação, foi apreendida mais de 2 mil quilos de fatiados entre queijo e presunto por estarem com prazo de validade vencidos, porém estavam sendo embalados com outras datas e marcas.

Inadequado

A equipe de inspeção da Adaf observou que os produtos estavam sendo processados sem as mínimas condições higiênicas-sanitárias e sem o devido registro no órgão oficial de inspeção de produtos de origem animal.

A temperatura da câmara frigorífica estava inadequada para a conservação dos produtos e alguns estavam expostos à temperatura ambiente em prateleiras. No mesmo local onde os produtos estavam sendo processados havia material de construção e sandálias, ou seja, o empreendimento não apresentava o fluxo adequada que a lei preconiza.

Sem inspeção

De acordo com o órgão, o estabelecimento estava funcionando sem o Serviço de Inspeção Estadual (SIE). Nesse sentido, a Adaf desempenha o serviço assegurada pela Lei N°.4.223 de 8 de outubro de 2015, que dispõe sobre a Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos Animais no Estado do Amazonas.

Esta lei regula a obrigatoriedade da inspeção e a fiscalização sanitária de produtos de origem animal, comestíveis e não comestíveis, adicionados ou não de produto vegetal, preparados, transformados, manipulados, recebidos, acondicionados, depositados ou em trânsito no território do Estado.

Defesa do consumidor

Pelo Código de Defesa do Consumidor a comercialização de produtos impróprios para o consumo é crime, com pena de detenção de até cinco multas.

Os produtos foram destruídos para não colocar em risco a saúde de eventuais consumidores. O responsável do estabelecimento comercial foi conduzido ao 24ª Distrito Integrado da Polícia (DIP), para que a Justiça aplique a penalidade cabível.

Parceria

A operação oficializa a parceria da Adaf e a Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), em reunião realizada na última sexta-feira (9) onde foi definido a viabilização de operações conjuntas envolvendo os agentes da Decon e as equipes de inspeção da Adaf.

De acordo com a Decon, as ações serão deflagradas com intuito de fiscalizar e apurar denúncias em estabelecimentos comerciais na capital.

Para este serviço está sendo disponibilizado números do disque denúncia da unidade policial: (92) 99962-2405 e 3214-2264 para denúncias.

Veja também

Polícia Civil recebe reforço de 215 agentes do concurso de 2009 e Amazonino anuncia reforma de todas... Aprovados no concurso de 2009, os novos policiais haviam garantido o ingresso na Polícia Civil por determinação judicial. Governador determinou que grupo fosse chamado e iniciasse curso de formação. Foto: Clóvis Miranda/ Secom Passados quase 10 anos, 215 novos policiais ...
Seis pessoas são presas em Lábrea durante Operação “Peregrino”. Grupo estava com armas e... Seis pessoas foram presas em flagrante e nove assinaram TCO, sendo liberadas. Operação visa combater tráfico de drogas. Foto: Divulgação Seis pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo e munições d...
Ônibus que atendem o bairro Educandos tem rotas desviadas nesta sexta-feira Seis linhas de ônibus que passam pela ponte do Educandos tiveram o itinerário alterado em virtude da interdição parcial da mesma. Foto: Divulgação Seis linhas de ônibus que percorrem a ponte Antônio Plácido de Souza, popularmente conhecida como “ponte do Educandos”, que ...
Juiz determina interdição da ponte que liga Educandos ao Centro e fixa multa de R$ 1 milhão Juiz Paulo Feitoza determinou interdição da ponte do Educandos a partir de meia-noite desta quinta-feira, alegando risco de desabamento. Foto: Divulgação O juiz Paulo Fernando de Britto Feitoza, titular da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e de Crimes contra a Ordem T...
Funcionário de frigorífico é preso suspeito de matar chefe com quem teria relacionamento Rafael Leão nega até que trabalhava para a vítima no frigorífico. Mandado de prisão preventiva foi expedido em dezembro. Foto: Erlon Rodrigues/ PC-AM Rafael Leão Borges, 26, foi detido em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo homicídio qualificado do empresário...

Um comentário para “Comércio é interditado com 2 mil kg de fatiados com prazo de validade vencido

  1. Manoel Jackson disse:

    Qual o nome do estabelecimento?

    RESPOSTA
    Quando a informação foi divulgada não constava o nome do estabelecimento. Fomos atrás da identificação do comércio e já acrescentamos o nome na matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook