Segunda-feira, 16 de julho de 2018

American Airlines afirma que voo Manaus-Miami é o terceiro mais rentável

O voo Manaus-Miami é terceiro voo mais lucrativo da American Airlines no Brasil, segundo informou o gerente regional da empresa norte-americana, Gabriel Galvão, durante reunião com o presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Orsine Junior.

A reunião, que ocorreu na tarde desta quarta-feira (10/1) na sede da Amazonastur, localizada na avenida Santos Dumont, nº. 1350, Tarumã, zona Oeste de Manaus, foi para retomar o diálogo entre o Governo do Amazonas e a gigante americana da aviação, considerada uma das maiores do mundo.

Durante o encontro, Gabriel Galvão  reafirmou que a empresa não tem nenhum interesse de parar de operar no Amazonas, principalmente por ser um ponto estratégico no Brasil e ficou muito satisfeito ao ter novamente contato com o Governo do Estado.

“Além de ser um ponto estratégico para a nossa empresa, o Amazonas tem um ótimo atendimento para conosco e agora é hora de alinhar novas parcerias para impulsionar ainda mais o voo, uma vez que já temos esse mercado consolidado”, destacou o gerente regional da American Airlines.

O titular do Órgão Estadual de Turismo, Orsine Junior, afirmou que o Governo do Estado fará um investimento pesado no mercado americano, principalmente na Costa Oeste. “Estamos reconstruindo essa parceria no sentido de melhorar e evoluir a promoção do Amazonas para captar ainda mais turistas para o Estado”, disse Orsine.

Uma das primeiras ações entre o Governo do Amazonas e a American Airlines é a retomada da realização de ‘Roadshows’ nos principais centros econômicos dos Estados Unidos. Essa ação está prevista para começar a partir do primeiro trimestre deste ano.

Open Sky – Durante a reunião, que contou também com a participação do Superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), no Amazonas, Abibe Ferreira, o Gerente Regional da American Airlines, Gabriel Galvão, disse que já tramita no Congresso Nacional o projeto chamado ‘Open Sky’, que, segundo ele, vai ajudar a fomentar ainda mais os voos entre os Estados Unidos e o Amazonas.

“Estamos ansiosos pela aprovação desse projeto, pois aí poderemos fazer voos sazonais para atender determinado congresso, de acordo com o evento”, informou Galvão. O ‘Open Sky’ permite a liberdade de frequência de voos entre os dois países e o projeto tramita no Congresso desde o ano passado.

Veja também

Festival de Parintins chega aos 53 anos ainda usando fraldas e precisando de profissionalismo fora d... Festival de Parintins chega aos 53 anos ainda usando fraldas, fora do Bumbódromo, sem acompanhar o talento dos artistas e dos itens como as cunhãs. Fotos: Marcos Santos O Festival de Parintins, que acaba de concluir a 53ª edição, virou um senhor maduro, mas continua usan...
Governo do Amazonas dá novo impulso ao projeto “Cama e Café” em Parintins Umas das primeiras participantes do projeto “Cama e Café” em Parintins, a microempresária Socorro Lopes destaca a importância do projeto para impulsionar o turismo na terra dos bumbás Caprichoso e Garantido. Foto: Divulgação O Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estad...
Crianças menores de 5 anos e de 10 anos têm restrições no Bumbódromo nos dias de apresentação dos bo... Para garantir proteção de crianças e adolescentes durante o festival, Juizado informa que continuam em vigor proibições de menores de 5 anos e de menores de 10 anos em áreas do Bumbódromo. Foto: Bruno Zanardo/ Secom Com objetivo de garantir a proteção de crianças e adole...
Decolar.com é multada em R$ 7,5 milhões por praticar preços diferenciados A Decolar.com, agência de turismo que tem na internet seu principal canal de vendas, foi multada em R$ 7,5 milhões pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) por ter praticado diferenciação de preço de acomodações e negativa de oferta de vagas, quando ex...
Turistas não devem ter contato direto com animais silvestres, recomenda MPF a empresas de turismo Empresas de turismo e hotelarias devem regularizar cativeiros de animais silvestres, caso o possuam, no prazo de 30 dias. Foto: Divulgação O Ministério Público Federal (MPF) recomendou às empresas de turismo e hotelarias do Amazonas que regularizem, junto aos órgãos ambi...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook