Domingo, 22 de julho de 2018

Desvio de dinheiro do Fundeb para Mouhamad, da Maus Caminhos, é atestado pela CGU

Médico e empresário Mouhamed Moustafa dirigia o Instituto Novos Caminhos

O Instituto Novos Caminhos, que recebeu o repasse do Fundeb, era dirigido pelo médico Mouhamed Moustafa, preso na operação Maus Caminhos. Foto: Arquivo

Nota técnica emitida pela Controladoria Geral da União (CGU) confirma que, entre os anos de 2014 e 2016, a gestão do ex-governador José Melo (Pros)  repassou R$ 88, 2 milhões provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para pagar serviços apresentados pelo Instituto Novo Caminhos. A instituição era dirigida pelo médico e empresário Mouhamed Moustafa, apontado pela Polícia Federal como o chefe da organização criminosa que desviou mais de R$ 110 milhões dos cofres da Saúde do Estado do Amazonas.

A nota revela que os recursos da conta do Fundeb eram transferidos para a conta do Fundo Estadual de Saúde e depositados nas contas que o Instituto Novos Caminhos possuía junto à Caixa Econômica Federal. Os repasses começaram a ser feitos no dia 13 de junho de 2014 e seguiram até março de 2017.

Para exemplificar os repasses, o levantamento da CGU registra duas movimentações que somam mais de R$ 12 milhões, originários da conta do Fundeb, registrados em outubro de 2014.

O intervalo de tempo entre as transferências dos recursos do Fundeb para o Fundo de Saúde até o pagamento das faturas do Instituto Novos Caminhos era de no máximo cinco dias.

Na nota, a CGU conclui que o Governo do Amazonas ‘estadualizava’ recursos federais ao promover as transferências entre os fundos para custear outras despesas .

O relatório conclui ainda que o “Estado do Amazonas se socorreu ao Governo Federal para obtenção de recursos à saúde, enquanto a organização criminosa se locupletava de recursos públicos federais já empregados”.

A observação é uma referência ao Estado de Calamidade na Saúde decretado em setembro pelo ex-governador José Melo e que resultou em uma ajuda de mais de R$ 30 milhões do Governo Federal. Na época, o secretário da Susam, Pedro Elias que está preso, declarou à secretária de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Gerlane Baccarin, que os recursos seriam aplicados na urgência e emergência, principalmente nas áreas de cirurgia cardíaca, atendimento aos renais crônicos e na atenção oncológica.

Prisões

O ex-governador José Melo, a esposa Edilene Oliveira, os ex-secretários de saúde, Pedro Elias e Wilson Alecrim, além do ex-secretário da Fazenda, Afonso Lobo e o irmão do ex-governador e ex-secretário de Administração e Planejamento Evandro Melo continuam presos em presídios do Estado. O grupo foi alvo das operações Custo Político e Estado de Emergência que revelaram o pagamento de mais de R$ 300 mil em propina aos agentes públicos. Os repasses foram provenientes dos valores pagos pelos contratos firmados junto às empresas do médico Mouhamed Moustafa.

Acesse a nota técnica aqui.

 

Veja também

Veja os candidatos a presidente definidos nas convenções partidárias PSL lança candidatura de Jair Bolsonaro à presidência da República. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil No primeiro fim de semana de convenções nacionais, os partidos políticos confirmaram cinco candidatos a presidente da República: Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (P...
Edital de Credenciamento do Fundo Manaus Solidária tem 53 organizações sociais aptas O Edital de Credenciamento ajuda a mapear as organizações que desenvolvem trabalhos sociais em Manaus. Foto: Karla Vieira/Divulgação A lista definitiva com os nomes das organizações sociais aptas ao Edital de Credenciamento, do Fundo Manaus Solidária, foi publicada no Diár...
Corpo de turista é encontrado dentro de caverna no AM Foto: Reprodução Após 14 dias de intensas buscas pelo corpo da turista que caiu em caverna depois de tentar tirar uma selfie em local de risco,  na Cachoeira do Santuário, em Presidente Figueiredo,  a equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas encontrou o corpo na ...
Mega-Sena acumula e próximo prêmio deve pagar R$ 72 milhões Foto: Reprodução Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.061 da Mega-Sena, realizado sábado (210/07) pela Caixa. Os números sorteados foram: 33 - 36 - 40 - 44 - 45 - 54. O prêmio está estimado para R$ 72 milhões no próximo sor...
Eleições presidenciais já têm quatro candidatos confirmados Ciro Gomes, com a neta no colo, confirmou candidatura a Presidente da República. Foto: Divulgação Nos primeiros três dias de convenções nacionais, quatro candidatos a presidente da República foram confirmados pelos partidos políticos: Ciro Gomes (PDT), Paulo Rabello de C...

Um comentário para “Desvio de dinheiro do Fundeb para Mouhamad, da Maus Caminhos, é atestado pela CGU

  1. Jacques disse:

    Esses facínoras além de roubar o dinheiro da saúde roubaram também o da educação, todavia gestor que rouba dinheiro da saúde e educação é tão maligno que não existem adjetivos para qualificar esse tipo de ser.

    Lugar de ladrão e corrupto é na cadeia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook