Segunda-feira, 23 de julho de 2018

Programa Diário da Manhã


Ouvir a Rádio Diário Ao Vivo

Governo busca fortalecer o turismo gastronômico ao realizar a 2ª edição do FIGA

Turismo gastronômico é opção de fomento de geração de emprego e renda, segundo objetivo das empresas de turismo e fomentadores. Foto: Valdo Leão/ Secom

O turista que visita o Estado do Amazonas e sua capital Manaus gasta cerca de 70% de sua receita diária com alimentação, de acordo com dados da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

Pensando nisso, o Governo do Estado busca incentivar o turismo gastronômico como opção de fomento de geração de emprego e renda.

Com esse foco, fechou parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Amazonas (Abrasel/AM) para a realização da 2ª edição da Feira Internacional da Gastronomia Amazônica (FIGA 2017), marcada para acontecer de 24 a 26 de novembro, no Centro de Convenções do Amazonas (CCA).

40 mil pessoas

O evento gratuito pretende reunir até 40 mil pessoas em três dias, entre visitantes, expositores e organizadores. “A gastronomia do Amazonas merece isso. Ela é responsável por mais de 100 mil postos de trabalho no Estado. Uma verdadeira indústria”, afirmou o presidente da Amazonastur, Orsine Oliveira Junior, durante coletiva de imprensa de lançamento da feira.

De acordo com a presidente do Conselho Administrativo da Abrasel/AM, Lilian Guedes Araujo, com o apoio do Governo do Estado, o evento vai triplicar de tamanho este ano, em relação ao piloto realizado em 2015.

Com mais de 100 estandes entre feira de negócios e praça de alimentação para visitação durante os três dias, a FIGA 2017 irá sediar mais cinco eventos paralelos: Feira de Exposições, Semana da Qualidade Abrasel, Rodada de Negócios, Mercado Amazônico e Arena Gastronômica.

Proposta

Faz parte da proposta da FIGA fomentar a rede de relacionamento entre todos que participam da cadeia de abastecimento e prestação de serviços dos restaurantes, iniciar um caminho de evolução das escolas de gastronomia locais, além de garantir, resgatar e preservar a gastronomia amazônica por meio do registro e transmissão do conhecimento.

 

Serviço

Feira Internacional da Gastronomia Amazônica (FIGA 2017)

Data: De 24 (sexta-feira) a 26 (domingo) de novembro de 2017

Horário: Das 15h às 21h

Local: Centro de Convenções do Amazonas (avenida Constantino Nery, esquina com Pedro Teixeira, 5001 – Flores)

Valor: Evento gratuito

Veja também

Que tal um cafezinho com sua foto favorita? Cafeteria traz novidade para Manaus As fotografias são impressas no Cappuccino Art Machine onde as pessoas podem celebrar suas melhores lembranças com o registro da sua fotografia favorita no cappuccino. Foto: Divulgação Já pensou em ter aquela fotografia impressa na sua bebida favorita? Os apaixonados por c...
Festival de Parintins chega aos 53 anos ainda usando fraldas e precisando de profissionalismo fora d... Festival de Parintins chega aos 53 anos ainda usando fraldas, fora do Bumbódromo, sem acompanhar o talento dos artistas e dos itens como as cunhãs. Fotos: Marcos Santos O Festival de Parintins, que acaba de concluir a 53ª edição, virou um senhor maduro, mas continua usan...
Governo do Amazonas dá novo impulso ao projeto “Cama e Café” em Parintins Umas das primeiras participantes do projeto “Cama e Café” em Parintins, a microempresária Socorro Lopes destaca a importância do projeto para impulsionar o turismo na terra dos bumbás Caprichoso e Garantido. Foto: Divulgação O Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estad...
Crianças menores de 5 anos e de 10 anos têm restrições no Bumbódromo nos dias de apresentação dos bo... Para garantir proteção de crianças e adolescentes durante o festival, Juizado informa que continuam em vigor proibições de menores de 5 anos e de menores de 10 anos em áreas do Bumbódromo. Foto: Bruno Zanardo/ Secom Com objetivo de garantir a proteção de crianças e adole...
Decolar.com é multada em R$ 7,5 milhões por praticar preços diferenciados A Decolar.com, agência de turismo que tem na internet seu principal canal de vendas, foi multada em R$ 7,5 milhões pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) por ter praticado diferenciação de preço de acomodações e negativa de oferta de vagas, quando ex...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook