Quarta-feira, 23 de maio de 2018

STF homologa primeira delação premiada da Operação Maus Caminhos. Justiça Federal adia audiências de interrogatórios de réus

Audiências agendadas para os dias 31 de agosto e 1º de setembro, na Justiça Federal, precisaram ser adiadas em razão de correição em andamento. Um dos réus é Mouhamad Moustaf, que ontem ganhou liberdade depois de pagar fiança. Foto: Divulgação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli, homologou a primeira delação premiada na Operação Maus Caminhos, que desbaratou e investiga as ramificações de uma organização criminosa acusada pelo Ministério Público Federal no Amazonas (MPF) de desviar R$ 100 milhões da área da saúde do Governo do Amazonas, de acordo com o procurador da República Alexandre Jabur. A delação homologada foi da ex-funcionária do Instituto Novos Caminhos, a enfermeira Jennifer Naiyara Yochabel da Silva.

No STF estão tramitando ações que envolvem autoridades com foro privilegiado, como deputados federais e senadores. No início deste ano, Tofoli determinou a abertura de inquérito para investigar o senador Omar Aziz (PSD-AM), com o desmembramento da ação da Maus Caminhos. A decisão foi tomada após a juíza da 4ª Vara Federal no Amazonas, Ana Paula Serizawa Silva Podedworny, enviar ao STF o inquérito da operação, por envolver alvos com foro privilegiado.

O MPF pretende que a delação seja incluída no processo antes do depoimento do médico Mouhamad Moustafa, acusado de ser o líder da organização criminosa, e da advogada Priscila Marcolino, ainda sem data para ocorrer. O depoimento do réu foi adiado, sem data marcada ainda para ocorrer.

Em razão de correição em andamento na Seção Judiciária do Amazonas, as audiências para os interrogatórios dos réus da Maus Caminhos, do processo 41-9.2017.4.01.3200, agendadas para os dias 31 de agosto e 1º de setembro, na Justiça Federal, foram adiadas.

A juíza responsável pelo processo, Ana Paula Serizawa Silva Podedworny, é também diretora do Foro da Seção Judiciária do Amazonas e participará das atividades da correição. No dia 31 de agosto, seriam ouvidos os réus Alessandro Viriato Pacheco e Jennifer Naiyara Yochabel Rufino Corrêa da Silva. A audiência do dia 1º de setembro seria destinada ao interrogatório dos réus Mouhamad Moustafa e Priscila Marcolino Coutinho, que foram colocados em liberdade nesta quarta-feira (30), após o pagamento da fiança que teve o valor reduzido.

As novas datas para a realização das audiências ainda serão definidas. Ontem à tarde foi ouvido, como testemunha de defesa da ré Priscila Coutinho, o deputado estadual Belarmino Lins. Com o depoimento, encerrou-se a oitiva de testemunhas e o processo segue para a última fase antes da sentença, o interrogatório dos réus.

Veja também

MPF denuncia ex-secretários e empresários presos na “Maus Caminhos”. Condenação inclui m... MPF denunciou ex-secretários de saúde. Pedro Elias (à direita) teria recebido, pelo menos, R$ 1,6 milhão em propina. Foto: Arquivo O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas denunciou criminalmente à Justiça Federal os ex-secretários de estado de Saúde (Susam) Wilson...
Condenados na Maus Caminhos perdem avião, carros, imóveis e luxo, muito luxo. Multas-dias chegam a R... Condenados na Maus Caminhos perdem avião, carros, imóveis e luxo. Médico e empresário do Instituto Novos Caminhos Mouhamad Moustafa, condenado a mais de 15 anos em regime fechado, mas vai recorrer em liberdade. Foto: Arquivo PMS Alguns dos principais envolvidos no desvio...
MPF pede bloqueio de R$ 5,7 milhões de envolvidos em fraudes na saúde. Moustafa é o principal réu... Médico e empresário do Instituto Novos Caminhos, Mouhamed Moustafa, é um dos principais réus nas novas ações. Foto: Arquivo PMS O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas ingressou com sete novas ações de improbidade administrativa na Justiça Federal contra o médico ...
EXCLUSIVO Bloqueados bens de ex-secretários e notificados beneficiários por tratamentos no Sírio-Lib... EXCLUSIVO Bloqueados bens de ex-secretários que autorizaram tratamentos em hospitais de São Paulo. Beneficiários têm chance de ressarcir Estado A juíza federal Jaiza Fraxe bloqueou bens dos ex-secretários estaduais de Saúde que autorizaram tratamentos nos maiores hospita...
Evandro Melo espera só tornozeleira para deixar cadeia. Irmão do ex-governador Melo, ele disputou po... Evandro Melo espera só tornozeleira para deixar cadeia, onde está desde o Réveilllon de 23017 O último preso pela operação Custo Político, que apura propina com verbas da saúde no Amazonas, está prestes a deixar a cadeia. Trata-se do irmão do ex-governador José Melo e ex...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook