Manaus tem cultura e história do AM em programação gratuita de férias para as crianças

No mês de férias escolares, o Portal do Marcos Santos dá três opções de locais para entreter a criançada e, ainda, conhecer um pouco mais da história e da cultura amazonense. E o melhor de tudo, a entrada é gratuita.

Museu Casa Eduardo Ribeiro, boa opção de lazer nas férias

Os guias, com vestimentas do século 19, realizam as visitas teatralizadas. Foto: Aguilar Abecassis/Secom.

Museu Casa Eduardo Ribeiro

Dedicado à memória do governador do Amazonas, o Museu Casa Eduardo Ribeiro é um espaço que conta histórias políticas, curiosidades e têm visitas teatralizadas.

Nas terças e quintas-feiras do mês de janeiro, dois guias, com vestimentas do século 19, realizarão as visitas teatralizadas. Quem passar pelo museu poderá reviver a época, tirando fotos com as roupas disponibilizadas aos visitantes.

Eduardo Ribeiro foi um dos maiores governadores do Amazonas. Mesmo em um curto tempo, de 1892 até 1896, conseguiu construir um grande legado como o Teatro Amazonas, a ponte de ferro da avenida Sete de Setembro, o início das obras do Palácio da Justiça, o Reservatório do Mocó, entre outros.

Visitar o local é como entrar numa casa do século XIX, com salas, quartos, gabinetes e área externa ambientados com objetos, utensílios e mobiliário da época.

Com uma sala multimídia e intérpretes do inglês e espanhol, você poderá conhecer mais sobre as atividades que eram realizadas na casa, as principais curiosidades e mais informações sobre outros pontos turísticos da cidade, como o Teatro Amazonas, por exemplo.

Serviço:

Museu Casa Eduardo Ribeiro

Local: Rua José Clemente, 322, Centro
Data/hora: De terça a sexta-feira e domingos, de 9h às 14h
Entrada: Gratuita

 

O Centro Cultural Povos da Amazônia mostra a cultura e diversidade amazônica. Foto: Aguilar Abecassis/Secom

Centro Cultural dos Povos da Amazônia

Para quem deseja curtir as férias de janeiro conhecendo mais sobre a cultura e diversidade amazônica, o Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA) oferece um roteiro recheado de exposições gratuitas sobre a cultura, história e economia da região.

A visita guiada tem um tempo médio de 1h45. Oito guias turísticos apresentam o espaço em línguas como o português, espanhol e inglês, além de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais). Confira o que você pode conhecer no Centro Cultural dos Povos da Amazônia!

Praça das Bandeiras – O centro cultural localizado na Praça Francisco Pereira da Silva (antiga Bola da Suframa), no Distrito Industrial, tem como objetivo valorizar, difundir, fomentar projetos de pesquisa e tornar conhecidas as informações sobre os nove países que formam a Amazônia Continental: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Venezuela e a Guiana Francesa, cujas bandeiras estão expostas na “Praça das Bandeiras”.

Espaço Rio Amazonas – Com um corredor em forma de túnel que estampa a imagem de um mapa do rio Amazonas, o espaço abriga a exposição “Filhos de nossa Terra”, com 19 esculturas feitas pelo artista Felipe Letterstten como homenagem a povos distintos do continente americano.

Ao olhar para cima, o visitante percebe que o teto é formado por uma cúpula de 15 metros de altura e 11 metros de diâmetro, feita de 36 tupés tecidos com fibras de arumã, que foram confeccionados por artesãos de Novo Airão (distante 198 quilômetros de Manaus).

Exposição ‘Bestiarii Venatio Animalia’ – Criada pelo artista amazonense Turenko Beça, a exposição reúne 11 esculturas coloridas que representam animais amazônicos como o peixe-boi e o jabuti. Também são representados animais que fazem parte de lendas amazônicas, como o boto cor de rosa.

Museu do Homem do Norte – Durante a visita ao Museu do Homem do Norte, você pode conhecer mais sobre o boi-bumbá, indígenas, arqueologia e rituais amazônicos. O lugar conta também com o Cine Silvino Santos, criado em homenagem ao famoso fotógrafo e onde são exibidos filmes e documentários sobre a região.

Bibliotecas Mário Ypiranga Monteiro e Arthur Reis –Formadas por doações de familiares das duas personalidades amazonenses, Mário Ypiranga Monteiro e Arthur Reis, as bibliotecas contam, ao todo, com 34 mil obras disponíveis para pesquisas locais. Mensalmente, cerca de 20 pesquisadores visitam o local em busca de documentos, revistas, jornais e folhetins históricos.

Realidade amazônica – Outro destaque do CCPA é o Espaço de Referência Cultural do Amazonas (Ercam), que reúne ambientes que visam inserir o visitante na realidade amazônica. Todos fazem parte da visitação gratuita e chamam a atenção de quem passa pelo local.

A Casa do Caboclo – Com o intuito de fazer o público conhecer a realidade do caboclo amazonense, a réplica de uma casa de ribeirinho foi montada na parte de fora do Centro Cultural. O local é feito de madeira e conta com itens como a confecção da cozinha e iluminação adaptadas ao estilo de vida do caboclo morador das margens de rios.

Xapono Yanomami – Esta é uma oportunidade para o visitante que deseja conhecer o modo de morar do povo Yanomami sem precisar sair da cidade. O local é montado como réplica de uma casa indígena, usada para abrigar de 40 a 300 indivíduos, aproximadamente.

Casa da Farinha, Tapiri de Defumação da Borracha e Tapiri do Seringueiro – Todos estes espaços retratam momentos e lugares do período áureo da borracha. O processo de produção da farinha, defumação da borracha e local onde dormiam os seringueiros são mostrados pelos guias que retratam de maneira prática o período.

Barracão do Guaraná – O lugar possui a réplica de uma máquina de produção do guaraná dos índios Sateré Mawé, feita em tamanho original e trazida do município de Maués (a 258 quilômetros de Manaus) para a capital. Os principais refrigerantes de guaraná da região Norte também são expostos no barracão.

 

Serviço

Centro Cultural dos Povos da Amazônia

Data/hora: De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Local: Praça Francisco Pereira da Silva, s/nº, Distrito Industrial (antiga Bola da Suframa).

Entrada: Gratuita.

 

Nas férias, conheça as curiosidades sobre o Teatro Amazonas

Na visita guiada ao Teatro Amazonas você vai descobrir muitas curiosidades desse monumento símbolo do Estado. Foto: Arquivo

Visita guiada ao Teatro Amazonas

O Teatro Amazonas é hors concours, todo amazonense deveria conhecer. Então, aproveite que a visita guiada é gratuita para quem nasceu no Amazonas (leve documento comprovando a naturalidade) e mergulhe nas histórias e curiosidades desse monumento símbolo do nosso Estado.

A partir deste domingo, dia 14 de janeiro, o Teatro Amazonas, abrirá diariamente para visitas guiadas. Na visita guiada, o público tem a oportunidade de conhecer o Salão Nobre do Teatro, o Salão de Espetáculos, o Salão Verde de Ópera, onde estão as maquetes de alguns espetáculos encenados no Festival de Ópera; uma maquete do Teatro Amazonas feita com blocos de Lego, o Espelho de Cristal, uma escultura de bronze do artista francês Guadez, a Saleta de Exposição “Arquitetura” e “Seringal”, bustos, sapatilhas e figurinos de Ópera, Camarim Cenográfico e a exposição do bailarino amazonense Marcelo Mourão Gomes.

 

Serviço

Visitas guiadas ao Teatro Amazonas

Local: Teatro Amazonas (avenida Eduardo Ribeiro, nº 659, Centro, zona sul).

Horário: De terça a sábado, das 9h às 17h; e domingos e segundas, das 9h às 14h.

Entrada: Gratuita para crianças até 10 anos, pessoas com deficiência e amazonenses mediante comprovação de naturalidade. Os demais visitantes pagam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) para estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores, doadores de sangue, militares e acompanhantes de pessoas com deficiência, mediante a apresentação de documentos.

Veja também

Banda ‘Imprensa que eu Gosto’ realiza tradicional festa no Olímpico Clube no dia 4 A tradicional Banda do Sindicato dos Jornalistas, Imprensa que Eu Gosto, já está com tudo pronto para ocupar o parque aquático no Olímpico Clube no próximo dia 4 de fevereiro, a partir das 17h.De forma alegre e descontraída, a marchinha da banda deste ano faz alusão ...
Campanha de prevenção de acidentes alerta folião para ‘não deixar o álcool mudar o ritmo do se... O Detran-AM lançou a campanha de prevenção de acidentes no Carnaval nesta sexta-feira. Foto: Roberto Carlos/Secom. Com a chegada das festividades carnavalescas, o fluxo de motoristas dirigindo sob efeito de bebida alcoólica tende a aumentar consideravelmente e a probabilid...
Pronatec abre pré-matrícula para quinto lote de cursos a distância Pré-matrícula para os cursos a distância começa na segunda-feira. Foto: Jhonata Marques / ManauscultO Programa Nacional  de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) lançou o quinto lote para cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) na modalidade Educação a Dis...
Prazo para juiz se candidatar a desembargador só termina terça (23/01). Portal errou Prazo para juiz se candidatar a desembargador continua aberto e Balieiro ainda tem chance de concorrer, embora TCE pode ter achado caminho para mantê-lo na aposentadoriaO Portal do Marcos Santos errou. Há equívoco na matéria "Juízes têm até esta quinta para se candidata...
Bagunça na casa e no trabalho está associada à depressão, ansiedade e compulsão alimentar Se você acha que a bagunça e a falta de organização são inofensivas, atenção! Um estudo publicado no Environment and Behavior comprovou que ambientes caóticos levam ao estresse e à compulsão alimentar. Quer mais? Se a cozinha é um local bagunçado, aumenta em duas vezes a...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook