Debandada no Garantido: David Assayag e Edilson Santana seguem Sebastião Jr. Saem até membros da organização

Debandada no Garantido

Debandada no Garantido, depois da decisão de Sebastião Jr, na foto acompanhando a noite do dia 24/06, no meio da Batucada, a cara do sofrimento. Fotos: Marcos Santos

A uma hora da abertura dos envelopes dos jurados, com o julgamento do 55º Festival Folclórico de Parintins, o Garantido sofre debandada geral. Sebastião Jr. anunciou a saída na passagem de som da última noite, na qual defendeu o item Levantador de Toadas. David Assayag, que o substituiu no dia 24, e Edilson Santana, o defensor do item no dia 25, também saíram.

A confusão tem epicentro na Direção Geral de Espetáculo (DGE), que o presidente Antônio Andrade criou para substituir a Comissão de Artes. E mesmo dentro dela houve dissidência. Allan Rodrigues e Adan Renê, os dois responsáveis por escrever o roteiro do bumbá, anunciaram a saída. Allan é o representante do Garantido na transmissão da TV A Crítica há anos.

Debandada no Garantido

David Assayag voltou a cantar no Garantido, mas escreveu, na nota de despedida: “Jamais aprovei qualquer divisão”.

Até o diretor musical, Leonardo Pantoja, que ocupou o mesmo posto no Caprichoso, em 2019, também está fora. Ele foi o pivô da primeira contestação de Sebastião Jr., que puxou a fila da revoada. Houve até discussão interna, na diretoria do bumbá, sobre a possibilidade de demissão do levantador, naquela ocasião. Foi assim a política da diretoria: falou mal do boi, rua!!! Mas Sebastião ficou, pelo temor de que fosse recebido pelo rival, o Caprichoso.

 

Resumo

Apenas a “Rosa vermelha” do Garantido, Márcia Siqueira, não se manifestou, ainda, sobre a saída dos demais levantadores. Ela, embora sem ter o nome citado, foi destaque em algumas toadas da apresentação, como vinha fazendo em anos anteriores.

Houve no item, em resumo, uma única promoção, a de Edilson Santana, que foi titular no Caprichoso, depois virou amo e se mudou para o Garantido. Ele sempre sonhou em ser levantador do vermelho, mas só chegou a backing vocal, até este Festival 2022. O levantador é um dos melhores e mais requisitados músicos de estúdio no Amazonas.

Ficam registrados dois rebaixamentos, os de David Assayag e Sebastião Jr., que sempre disputaram como titular no item, as três noites, e desta vez tiveram que se contentar com uma noite.

Tanto David quanto Sebastião ainda tiveram que suportar um inexplicável “stand by” na arena, enquanto o outro disputava, sem fazer absolutamente nada. Sabá, como é conhecido, ainda chegou a cantar uma toada, à frente de encenação indígena. David não teve nenhuma participação na noite de Edilson.

A torcida explodiu. Dia 26/06, na passagem de som, o coro foi de “fica Sabá” e “fora Antônio Andrade”. O presidente até agora não se manifestou.

Veja, abaixo, alguns dos posts de despedida:

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.