Academia Stem, da UEA, alcança mais de 100 alunos da rede pública

Academia Stem, da UEA, alcança mais de 100 alunos da rede pública

Até abril deste ano, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), por meio do projeto Academia Stem (AcadStem), já alcançou mais de 100 alunos da rede pública, despertando o interesse de estudantes para as áreas de engenharias. Os cursos são ministrados nos laboratórios itinerantes do projeto em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Desporto.

Compostos por carretas adaptáveis, o projeto conta com dois laboratórios de 90 metros quadrados, com capacidade total para 40 alunos. Os ambientes detêm tecnologias pensadas para a mobilidade do ensino como máquinas de corte a laser, impressora 3D e computadores, podendo ser transportadas para diferentes instituições.

De acordo com o professor da UEA e coordenador do pilar Tração da AcadStem, Adan Medeiros, a escolha das escolas e dos alunos participantes é realizada em parceria com a secretaria de Educação, levando em conta a viabilidade técnica para receber o laboratório e uma triagem para encontrar estudantes com aptidão para as áreas.

“Trabalhamos bastante os conceitos da Indústria 4.0 e, também, algo que a gente viu como anseio das empresas do PIM, que são os soft skills, que é a capacidade do aluno de trabalhar em equipe, de gerenciar, de ser líder”, destacou.

Adan Medeiros pontuou, ainda, que 134 alunos já foram capacitados nos cursos ministrados nos laboratórios. O objetivo da AcadStem é alcançar cerca de 8 mil alunos da rede pública em três anos, além de capacitações online executadas pelo projeto.

“É exatamente nossa ideia e o cerne do pilar Tração: fazer com que esses alunos se apaixonem por tecnologia e vejam, na UEA, um local onde eles podem desenvolver suas capacidades e aprender cada vez mais. Temos muita capacidade aqui e nós queremos os alunos, para isso nós estamos indo até o aluno, até à escola, e fazendo com que ele se apaixone por esse mundo da tecnologia”, enfatizou o professor.


Academia Stem

É um projeto de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D), realizado na UEA, que visa potencializar a formação e capacitação nas áreas da engenharia, ciência, matemática e tecnologia. O projeto Academia Stem é incentivado pela Samsung da Amazônia, nos termos da Lei nº 8.837/1991.

O Pilar Atração é um dos eixos do projeto Academia Stem, voltado para o despertar do interesse dos estudantes a nível médio para as áreas Stem (ciência, tecnologia, engenharia, matemática) e desmistificando essas temáticas como de conhecimento inalcançáveis e, assim, atrair os estudantes para essa realidade, incentivando o empreendedorismo e o desenvolvimento de recursos humanos para a Amazônia.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.