Obras do Centro Avançado de Prevenção do Câncer do Colo do Útero, em Manaus, iniciaram nesta terça (29)

O centro de referência será construído em terreno ao lado da FCecon, com investimento de R$ 2,5 milhões. Foto: Divulgação/Lucas Silva/Secom

O Governo do Amazonas iniciou, oficialmente, nesta terça-feira (29/3), as obras de construção do Centro Avançado de Prevenção do Câncer do Colo do Útero do Amazonas (Cepcolu), anexo à Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon). A placa do marco inicial dos trabalhos foi descerrada pelo diretor-presidente da Fundação, mastologista Gerson Mourão, que representou o governador Wilson Lima, autoridades e servidores da instituição.

O centro de referência será construído em terreno ao lado da FCecon, na rua Campos Sales, esquina com a avenida Dom Pedro I. O início da construção ocorre durante o Movimento Estadual Março Lilás, mês de prevenção e combate ao câncer de colo uterino.

Serão quatro salas cirúrgicas e quatro consultórios para as conizações e um anfiteatro, onde serão ministrados cursos, treinamentos, habilitação e qualificação de profissionais de saúde nas patologias do trato genital inferior. A área construída será de 761,25 metros quadrados (m²).

A previsão é que as obras de construção do centro avançado durem quatro meses.

“O Governo do Amazonas tem o compromisso de avançar nos serviços de saúde da mulher e enfrentamento às doenças de maior prevalência no nosso Estado. A construção desse centro é um marco histórico e será capaz de salvar muitas vidas”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Anoar Samad.

A desembargadora Maria das Graças Pessôa Figueiredo e o desembargador Cezar Luiz Bandiera, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), participaram da ação.

Conizações

No Cepcolu, serão realizadas conizações, uma pequena cirurgia que trata lesões pré-malignas no colo do útero, para evitar que o câncer se desenvolva. Em 2021, a FCecon realizou 548 conizações.

“O Cepcolu vai ser o grande divisor de águas porque aqui, na FCecon, é onde se realizam 98% dessas cirurgias que previnem o câncer do colo, portanto ele representa o início da erradicação do câncer do colo do útero no nosso Estado, junto com a vacinação, junto com os outros exames”, disse Gerson Mourão.

A FCecon gasta, anualmente, em torno de R$ 20 milhões para tratar o câncer do colo do útero com cirurgias, quimioterapia e radioterapia. A construção do centro representa economia ao tratar as lesões antes delas se tornarem câncer, além da abertura das salas cirúrgicas na FCecon para outras cirurgias oncológicas.

A previsão é que as obras de construção do centro avançado durem quatro meses.. Foto: Divulgação/Lucas Silva/Secom

Investimento

A obra de construção do Cepcolu conta com investimento de R$ 2,5 milhões, oriundos do Fundo Estadual de Saúde (FES), repassado pelo Governo do Amazonas. O centro será um hospital exclusivo para o tratamento das lesões pré-malignas no colo do útero, que são causadas por inflamações persistentes de tipos oncogênicos do Papilomavírus Humano (HPV).

“O Cepcolu será um hospital-dia, direcionado exclusivamente para tratar as lesões pré-malignas no colo do útero, que, há muito tempo, são feitas somente na FCecon. As conizações sairão da FCecon e vão ser realizadas no centro avançado. É um momento histórico para o Estado do Amazonas. Precisamos comemorar, porque haverá um enfrentamento impactante na questão do câncer do colo uterino no nosso Estado”, disse a gerente do serviço de Ginecologia da FCecon, ginecologista Mônica Bandeira.

Números

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Amazonas lidera os índices de casos de câncer do colo do útero em todo o Brasil. Somente em 2022, 700 mulheres amazonenses devem ser diagnosticadas com a neoplasia.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.