Desde 2019, Amazonas repassou mais de R$ 1,26 bilhão para saúde no interior do estado

Governador Wilson Lima destacou que investimentos melhoraram redes municipais de saúde e ampliaram assistência à população.

O Governo do Amazonas repassou mais de R$ 1,26 bilhão para as secretarias de saúde das 61 cidades do interior do estado. Os recursos contemplam o aprimoramento dos procedimentos de média e alta complexidade, repasses do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Estado (FTI) e investimentos destinados ao combate à Covid-19, nos anos de 2019, 2020 e 2021.

“Fizemos investimentos jamais vistos no interior do estado, apoiando as prefeituras na melhoria das suas redes municipais de saúde, ampliando a assistência à população. A implantação das primeiras UTIs no interior do estado, na cidade de Parintins, é um exemplo desse suporte que o Estado tem dado aos municípios, entendendo que juntos podemos avançar cada vez mais”, ressaltou o governador Wilson Lima.

Somente em repasses do FTI, planejados como prioridade na Lei Orçamentária Anual, os municípios receberam mais de R$ 345 milhões entre 2019 e 2021. Esses recursos têm auxiliado as prefeituras na melhoraria da estrutura da atenção básica e na compra equipamentos, medicamentos e insumos, além de contribuir para o custeio da folha de pagamento de profissionais.

“Seguimos, conforme orientação do governador Wilson Lima, com o compromisso de fortalecer as unidades de saúde do interior, principalmente as localizadas em polos estratégicos. Com os repasses financeiros e envio de equipamentos e profissionais, os municípios podem ampliar os atendimentos e melhorar a assistência à população”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Anoar Samad.

UTIs e UCIs

Em 2021, o Governo do Estado liberou R$ 160 milhões do FTI para investimento na saúde do interior. O município que mais recebeu recursos foi Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), no total de R$ 5,7 milhões.

Parintins também foi o primeiro a receber a implantação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no interior do Amazonas, com 11 leitos no Hospital Regional Jofre Cohen, que contou com recursos estaduais, municipais e da iniciativa privada. O próximo a receber leitos de UTI será Tabatinga (a 1.108 quilômetros da capital). Serão investidos R$ 16 milhões para adequação do espaço que vai receber dez leitos de UTI.

O Governo do Estado também avançou na implantação de Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs) no interior do estado, saindo de 33 leitos desse tipo, em 2019, para 190, um crescimento de 476%. Outro avanço, investimento feito no combate à pandemia da Covid-19, é a instalação de mini usinas de oxigênio em unidades de saúde. Foram instaladas 30 usinas em municípios do interior do estado, tornando 27 municípios autossuficientes na produção de oxigênio hospitalar.

Hemonúcleos

Também no ano passado, o Governo do Estado deu sequência à obra do hemonúcleo de Coari, que se encontra em fase final, e iniciou a construção do hemonúcleo de Tabatinga, que já tem 40% das obras concluídas.

Os dois municípios já receberam mais de R$ 61 milhões do Governo do Amazonas para investimentos na área da saúde.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.