Planejamento de inauguração do Hospital do Sangue é retomado pela SES-AM

Orçado em R$ 39,8 milhões, o Hospital do Sangue está com 75% das instalações concluídas. Foto: Divulgação/SES-AM/FHemoam

O secretário de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), Marcellus Campêlo, esteve reunido, nesta sexta-feira (26), com a direção da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHemoam) para iniciar o planejamento de inauguração do Hospital do Sangue.

“Retomamos o planejamento da expansão da FHemoam. O planejamento da inauguração do Hospital do Sangue, que irá permitir o aumento da capacidade atual de assistência hematológica e oncohematológica no Amazonas. Também discutimos a aceleração das obras de hemonúcleos, que levam ao interior do Estado os serviços oferecidos na capital”, ressaltou o titular da SES-AM.

Retomada em janeiro de 2019, a construção do Hospital do Sangue da FHemoam está com 75% das instalações concluídas. A obra não foi interrompida durante a pandemia e tem previsão de inauguração até o final do segundo semestre deste ano, conforme explicou a diretora-presidente da FHemoam, Socorro Sampaio.

“O Hospital do Sangue foi colocado como prioridade pelo Governo do Amazonas e tem sido mantida essa promessa. Não tivemos nenhum problema no repasse da contrapartida do Estado. O secretário Marcellus tem nos ajudado em todo o processo. É super importante ver o reconhecimento do término da construção do Hospital do Sangue para o Amazonas”, declarou a diretora-presidente.

Orçamento

O Hospital do Sangue está orçado em R$ 39,8 milhões, com contrapartida de recursos dos governos federal e estadual. Com 15 mil metros quadrados, a unidade terá 157 leitos, central de imagens, Unidades de Terapia Intensiva Adulto e Infantil e central de transplante de medula.

Foto: Divulgação/SES-AM/FHemoam

Hemonúcleos no interior

Durante a reunião, a diretora-presidente da FHemoam apresentou o balanço da implementação e construção dos hemonúcleos, que integra o projeto de expansão do serviço de hemoterapia para o interior do Estado. “Os hemonúcleos de Coari e Tabatinga estão com a previsão de entrega da obra e inauguração no segundo semestre. Em Itacoatiara já estamos com os projetos arquitetônico, hidráulico e elétrico aprovados, e estamos na tratativa para reforma e ampliação do hemonúcleo de Manacapuru”, disse Socorro Sampaio.

O hemonúcleo é dotado de infraestrutura para fazer exames laboratoriais de baixa e média complexidades, diagnóstico rápido de doenças no sangue, tais como hemoglobinopatias e coagulopatias, coleta, fracionamento e transfusão de sangue.

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.