Arthur e Amazonino juntos em evento: para o público externo sinais de aliança, para o interno sem novidade. Ouça o que disseram

Arthur e Amazonino juntos em evento

Arthur e Amazonino juntos em evento, cercados pela imprensa, mas sem o anúncio oficial de que caminharão juntos na eleição. Falta definir o nome do vice

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, teve uma festa em grande estilo, na noite desta sexta (13/07), no Dulcilas Ponta Negra. Marcou os 40 anos de vida pública, com casa cheia e cercado de afagos. “Ele acumulou qualidades e se tornou um homem admirável”, disse o governador Amazonino Mendes, que chegou com o homenageado. “Estamos pensando no que Manaus e o Amazonas podem ganhar com prefeito e governador juntos”, disse Arthur.

Prefeito e governador mostraram sinais claros da proximidade que vinha sendo comentada nos bastidores. Mas nenhum deles confirmou a aliança para disputar o Governo do Estado. “Não é hora de falar nisso. Acho até que é hora de pensar em como faremos, mas não agora”, disse Arthur.

A expectativa era de anúncio formal da aliança, com Arthur indicando o nome do candidato a vice-governador. Os dois também deveriam anunciar os nomes dos candidatos às duas vagas ao Senado. Nada disso aconteceu.

Em síntese, o público externo viu, de maneira clara, sinais de que Amazonino e Arthur caminharão juntos. O interno, que vinha acompanhando telefonemas e encontros de governador e prefeito, não teve novidades.

 

Presenças

O prefeito foi prestigiado por outros nomes da política estadual. O vice-governador Bosco Saraiva, que deixou o PSDB para fortalecer os laços com Amazonino, foi ao Dulcilas. O vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, também chegou cedo e conversou animadamente com os presentes.

Os deputados federais Pauderney Avelino (DEM) e Alfredo Nascimento (PR) estavam animados na festa. Os dois eram tidos como aliados do senador Omar Aziz (PSD), concorrente de Amazonino pelo Governo do Estado. Tudo indica que ambos seguirão a indicação de Arthur.

O deputado federal Silas Câmara (PRB), outro muito próximo a Omar, não foi ao evento. Mas deu declarações de que “não tem candidato ao Governo”.

 

Faria tudo outra vez

Arthur disse, no discurso, que meditou nos últimos dias sobre os 40 anos de vida pública. “Repetiria tudo outra vez. Até os erros porque a gente aprende com eles”, disse.

Amazonino, que ficou cerca de hora e meia atendendo imprensa, apertando mãos e num discurso cheio de elogios ao homenageado, deixou a festa antes de Arthur falar. “Você me libera Arthur? O velho precisa dormir”, brincou. E quando o prefeito aquieceu: “Vocês estão vendo? Ele é generoso”. E foi embora.

 

Falta o vice

Nos bastidores, o que se ouviu é que Amazonino e Arthur ainda não decidiram nome do candidato a vice-governador. Os dois formalizarão a aliança para o Governo do Amazonas, publicamente, assim que decidirem.

 

Veja trechos dos discursos:

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *