Motorista de ônibus é morto dirigindo, sem poder se defender. Suspeito do latrocínio foi baleado

Duas pessoas foram baleadas durante assalto a linha 450 hoje. Motorista foi vítima fatal. Foto: Divulgação

Após mais um latrocínio na cidade de Manaus, dentro de um ônibus da linha 450, da Viação São Pedro, parte dos coletivos da empresa foram recolhidos em razão do homicídio.

O motorista Francisco Araújo da Silva, 51, foi morto a tiros, dirigindo o ônibus na avenida Max Teixeira, próximo da Torquato Tapajós.

Segundo informações preliminares, o motorista levou um tiro de calibre .12. Por volta de 22h, equipes da Perícia e da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) estiveram no local, assim como o Instituto Médico Legal (IML). Policiais militares da 12a Companhia Interativa Comunitária (Cicom) isolaram o local.

Perto de se aposentar

Segundo parentes da vítima no local, Francisco Araújo deixou dois filhos, três enteados e dois netos, e estava perto de se aposentar.

Um outro homem, suspeito de ser um dos assaltantes, foi baleado e levado a um hospital. A cobradora da linha passou mal e recebeu atendimento, sendo internada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local para atender o motorista, e confirmou o óbito.

“Foi uma covardia. Meu irmão estava sentado, com as mãos no volante, indefeso, e levou um tiro. Por causa de R$ 300 ele perdeu a vida, porque é a renda que dá uma viagem dessa”, disse o irmão, que não teve o nome divulgado.

Seis homens

Segundo a polícia, um grupo de seis homens, incluindo adolescentes, anunciaram o assalto. Não há detalhes de como o tiroteio começou, mas um passageiro poderia estar armado, tendo reagido e trocado tiros com os infratores. O trânsito na área ficou congestionado até a Torquato Tapajós.

Comentários
Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *